O sumiço de CPU’S e documentos no Bahia

Rátis comenta sobre sumiço de CPU’S e documentos no Bahia

Interventor promove reunião com funcionários do Bahia

O interventor do Esporte Clube Bahia, Carlos Rátis, comentou em entrevista coletiva sobre o desaparecimento das CPU’s e documentos em outro momento que houve a intervenção no clube. Segundo o advogado, o caso ainda vai ser apurado e não deve acontecer novamente.

“Na segunda intervenção houve realmente essa subtração inaceitável, inclusive o próprio magistrado já vai tomar providências já que ele foi declarado como competente no processo. Não vamos aguardar nova subtração, o que houve vai ser objeto de apuração. Isso é inaceitável, não vamos tolerar que o poder Judiciário seja menosprezado ou afrontado. Não vamos aceitar isso, Dr. Paulo Albiani já foi bem claro, no decorrer do processo vai haver encaminhamento para os órgãos competentes para puder apurar em relação ao desaparecimento das CPU’s”, disse.

Questionado se o fato poderia ser um agravante contra Marcelo Guimarães Filho, Rátis foi bem claro e ainda comentou sobre as gozações que o ex-presidente fez nas redes sociais sobre o sumiço dos documentos.

“São matérias distintas, porque houve a prática de um crime. Houve um desrespeito ao cumprimento judicial que era a busca e apreensão de documentos que foram retirados. Depois uma ridicularização que não se pode aceitar”, concluiu.


Tabela interativa da Série A com atualização online

http://uniaotricolorba.com.br/tabelaseriea.asp


Fonte: Bocão News

Foto: Felipe Santana / Bahia Notícias