Pagaria um craque

Rátis e Kakay são lados opostos na intervenção, mas Bahia paga os dois

Rátis prometeu analisar o contrato de Kakay com o Bahia


Tecnicamente, Rátis, responsável pelas decisões do Bahia enquanto interventor, tem autonomia para afastar Kakay. Mas seria polêmico

Na intervenção, o Bahia vai ganhar e perder ao mesmo tempo. Dos cofres do clube sairão os pagamentos para o interventor Carlos Rátis e para o advogado Antonio Carlos Castro, o Kakay, que faz a defesa do presidente destituído Marcelo Guimarães Filho.

“Não tive acesso aos contratos ainda. Hoje (ontem) foi um dia atípico por causa das paralisações. Não tinha funcionário (no Fazendão). Só vou me pronunciar depois que tiver isso em mãos. Só depois poderei fazer uma análise”, comentou Carlos Rátis.

Kakay tampouco falou dos valores, mas admitiu a situação. “Quem é o réu na ação? O Esporte Clube Bahia. Não poderia estar lá se fosse outra pessoa jurídica que não o Bahia. Óbvio que represento o interesse daqueles todos que foram destituídos, conselheiros e presidente”, argumentou o advogado à rádio 100,7 FM.

Tecnicamente, Rátis, responsável pelas decisões do Bahia enquanto interventor, tem autonomia para afastar Kakay. Mas seria polêmico. “Não vou falar em hipótese, porque tenho 35 anos de advocacia, já advoguei em vários estados e até fora do país e nunca vi uma destituição de poderes de advogado”, limitou-se Kakay.

Por decisão da Justiça, Rátis receberá cerca de R$ 60 mil se ficar um mês no clube. Já Kakay…“Isso é entre mim, meu cliente e o imposto de renda”, resumiu. Nos bastidores, comenta-se que um principais criminalistas do país cobra ao menos R$ 1 milhão por caso. Quinta, o advogado entrou com agravo. A desembargadora Lisbete Maria, relatora do caso e que conduziu a queda da medida cautelar, na terça, vai apreciar e pode ou não conceder efeito suspensivo da decisão de 1ª instância.


Tabela interativa da Série A com atualização online

http://uniaotricolorba.com.br/tabelaseriea.asp


Fonte e foto: Miro Palma e Marcelo Sant´Ana – iBahia.com