Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Para resolver problema da lateral, Bahia sondou revelação Paraense

0

'Plano A': Bahia tentou Yago Pikachu e esbarrou na multa rescisória

'Plano A': Bahia tentou Yago Pikachu e esbarrou na multa rescisória

Foto: Estadão Conteúdo

O Bahia desde a grave lesão do jovem Railan, que só deve retornar aos gramados entre os meses de setembro e outubro, está em busca de um jogador qualificado para brigar com Tony pela titularidade da lateral-direita.

O tricolor demorou para encontrar um nome no mercado, apesar das tentativas, e viu em Adriano Apodi, eleito melhor lateral do Baianão, uma 'solução caseira' para compor o elenco diante das dificuldades encontradas em contratar outro jogador.

Inicialmente, ele vai assinar um contrato de três meses e caso agrade pode ter esse vínculo ampliado até o término desta temporada. O agora ex-atleta do Vitória da Conquista, de 26 anos, não era o principal alvo do departamento de futebol.

Antes dele, os holofotes estavam direcionados para o futebol paraense, mais precisamente no Paysandu. O Bahia, através do auxiliar Charles Fabian, entrou em contato com Vandick Lima, ex-presidente do papão, para buscar informações sobre os detalhes contratuais e também iniciar uma conversa para tentar contratação o jovem lateral-direito, de 23 anos.

O azul e branco, porém, descartou liberar o atleta que é um dos destaques da equipe. O que, para o ex-mandatário do Paysandu, não foi uma atitude correta. "Houve, sim, uma conversa com o Bahia sobre a contratação de Yago Pikachu. Mas, hoje, a direção que está lá entende que não pode perder um jogador como Pikachu, mesmo sabendo que o atleta pode sair de graça no final do ano. Só liberam com o pagamento da multa", disse ao Bahia Notícias.

Vandick, ao falar da saída do jogador, lembrou que o vínculo do camisa 2 tem duração apenas até dezembro deste ano, e a partir do mês de junho estaria autorizado a assinar um pré-contrato com qualquer agremiação. O diretor de futebol do Bahia, Alexandre Faria, confirmou a sondagem ao jogador, mas negou ter feito uma proposta oficial por Yago Pikachu.

Foto: Vandick Lima (ex-presidente do Paysandu)

Empresa responsável pela carreira do lateral, a Suave Sports disse não ter sido procurada oficialmente time baiano para tratar sobre detalhes de uma possível transferência do jogador de Belém para Salvador.

O tricolor, de acordo com informações apuradas pelo Bahia Notícias, teria interesse em envolver o volante Lenine na negociação, atleta que já defendeu o Paysandu, além de pagar um valor parcelado referente ao preço da multa rescisória.

O time paraense, no entanto, não demonstrou interesse em liberar Pikachu sem o pagamento integral que, hoje, custa cerca de R$ 8 milhões para clubes brasileiros.

Na Série B de 2013, por exemplo, o jovem camisa 2 foi o grande destaque do time e marcou nove gols.

Ano passado, entre terceira divisão e estadual, Pikachu mostrou ser muito bom ofensivamente mais uma vez e balançou as redes adversárias em 8 oportunidades.

Comentários