Preocupação e prejuízos

Seguindo nossa linha de não deturpar notícias e não inventar “histórias”, independente de quem vá ser prejudicado ou beneficiado com o FATO publicado, reproduzimos abaixo o trecho da coluna “Painel FC”, que trata da preocupação da Arena Fonte Nova, através do Presidente do Consórcio, Sr. Frank Alcântara.

Apenas lembramos aos leitores que o Consórcio é formado por duas conhecidas e poderosas empreiteiras, que detém a expertise na confecção de contratos, onde o “equilíbrio” econômico-financeiro é imprescindível. E pelo que conste, até o presente momento, o Esporte Clube Bahia, através de seu Presidente Marcelo Guimarães Filho, só trouxe danos ao futebol baiano com sua gestão “futurista” e com o Consórcio AFN não deve estar sendo diferente. Ou não!!!

Contudo, jamais saberemos. As famosas cláusulas de confidencialidade embutidas na mencionada peça jurídica devem esconder coisas que até Deus duvida.

Estão todos amarrados uns aos outros. A Bahia virou uma Corda de Caranguejos.

<< Não, obrigado

Pesou… A crise vivida dentro e fora de campo pelo Bahia, principal parceiro comercial da Fonte Nova, começou a preocupar a administração do estádio.

…no bolso. O presidente do consórcio que gere a Fonte Nova, Frank Alcântara, se diz favorável a "qualquer movimento que busque um Bahia forte". Um grupo de oposição, com apoio do governador Jaques Wagner (PT) e do prefeito ACM Neto (DEM), exige a renúncia do presidente Marcelo Guimarães Filho.

Fonte: Bernardo Itri . Colaboraram: EDUARDO OHATA, de São Paulo, NELSON BARROS NETO, de Salvador e SÉRGIO RANGEL, do Rio para a coluna: Painel FC da Folha de São Paulo – 03/06/2013

Foto: FIFA.COM >>