Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Presidente tricolor anuncia mudanças e rechaça renúncia: Chance zero

3

No ápice de uma das piores crises da história do Bahia, o presidente do clube, Marcelo Guimarães Filho, finalmente decidiu falar

Na noite desta sexta-feira, com pouco mais de uma hora de atraso – ironicamente no mesmo horário em que era lançado o movimento ‘Bahia da Torcida’ – o dirigente se posicionou diante da imprensa baiana para esclarecer modificações que serão realizadas na administração do clube tricolor e rechaçar veementemente a possibilidade de sua renúncia.

Chance zero de renunciar. É a primeira vez que respondo a uma pergunta dessa. Não tem possibilidade de isso acontecer. Fui eleito dentro das regras, e temos um estatuto que precisa ser respeitado. Qualquer coisa que aconteça fora disso é uma quebra institucional, e não apoio isso. Estarei sempre, por ser do meu perfil, aberto ao diálogo por alternativas que busquem o engrandecimento da instituição. E contrário a alternativas que pareçam golpe. Se isso acontecer de alguma maneira, o maior prejudicado será o Bahia. Não existe chance de renúncia – afirmou, categórico, Marcelo Guimarães Filho.

O cartola ainda negou supostas irregularidades na época de sua eleição, alegadas por membros da oposição. Devido a tais denúncias, Marcelo Filho chegou a deixar o comando do Bahia em 2011, quando a Justiça nomeou um interventor para administrar temporariamente o clube.

Estou absolutamente convicto de que vou continuar. Tenho convicção de que temos o Direito ao nosso lado. A eleição foi feita dentro do estatuto. Acredito que justiça vai reconhecer nosso direito. Vivemos em um estado democrático de direito. As pessoas que acham que tiveram um direito ferido podem buscar uma retratação.

Se não há mudanças na presidência do Bahia, o departamento de futebol não tem a mesma realidade. Marcelo Filho confirmou a contratação do diretor de futebol Anderson Barros e a negociação para fechar com o ex-zagueiro do Corinthians William.

A nossa ideia é fazer uma reestruturação que não passe apenas pela mudança de pessoas, mas pela estrutura do departamento. Estamos criando dois cargos no departamento de futebol profissional, que é a do diretor de futebol, o Anderson Barros, e do superintendente de futebol. Estamos conversando com o William, que todos já devem conhecer. Não temos nada fechado, não temos martelo batido. Mas provavelmente será a pessoa que assumirá esse posto. A estrutura do futebol profissional será gerida dessa forma. As duas figuras ligadas diretamente ao presidente. Entendemos que dessa maneira vamos conseguir essa revitalização do departamento – disse o presidente do clube.

 

Leia também:
Com seis mil pessoas na Fonte Nova, oposição lança ‘Bahia da Torcida’
Protesto contra presidente do Bahia reúne 6.000 na Fonte Nova
Em coletiva, Marcelo Guimarães Filho diz que não renuncia

Fonte: Globo.com
Por Tamires Fukutani e Thiago Pereira
Salvador

Comentários
Carregando...