Rátis: ‘Rosales, salários atrasados, racha e nova campanha’

Rátis conta detalhes sobre Rosales, salários atrasados, racha e nova campanha

O interventor do Esporte Clube Bahia, Carlos Rátis, concedeu uma entrevista exclusiva ao Bocão News, em parceria com o Galáticos Online, nesta quinta-feira (18), e tratou dos assuntos ligados a intervenção no clube. O advogado comentou sobre a saída de Alexandre Valente da Comissão, alegando que não houve racha no grupo e citou também a nova campanha que está sendo implantada para associação de torcedores, denominada “O Bahia tem dono: o seu torcedor”, onde a joia para se associar irá mudar de R$ 300 para R$ 10.

Rátis explanou também sobre o atraso de salários e a situação do meia Paulo Rosales, que chegou a se emocionar em entrevista à Rádio Itapoan, por conta do problema com salários atrasados e a rescisão do seu contrato. O interventor procurou tranquilizar a torcida do Bahia visando o clássico contra o Vitória, neste domingo (21), na Arena Fonte Nova e disse que “tive uma reunião com os jogadores, nos apresentamos e deixamos bem claro que queremos colaborar e não vamos interferir em nada no futebol”.

Confira o bate-papo na íntegra com Carlos Rátis, interventor do Esporte Clube Bahia:

Bocão News: Qual o próximo passo da intervenção no Bahia?

Carlos Rátis: Nossa preocupação é o recadastramento, finaliza-lo no dia 26 e apurar quem são os sócios que têm legitimidade em votar e se candidatar, a partir daí marcar a assembleia geral, o mais breve possível. Ainda não temos uma data, na próxima semana vamos ter realmente de forma responsável esta data. E estamos quitando os débitos emergentes do clube porque encontramos uma situação financeira complicada no clube.

BNews: Em relação ao recadastramento de sócios, como tem sido o movimento nestes primeiros dias?

CR: Hoje pela manhã passei no local e encontramos um número superior a 150 sócios que buscaram a sede social.

BNews: O advogado Alexandre Valente deixou o grupo de interventores. Houve um racha na equipe?

CR: De sorte alguma houve qualquer discordância no grupo. O advogado Alexandre Valente ingressou ontem com uma petição, antes ele já tinha procurado o grupo para falar que por razões profissionais ele preferiria não continuar, respeitamos e parabenizamos pelo trabalho que realizou. Em relação ao advogado Alexandre Valente, temos que louvar porque nestes dias que ele esteve na comissão também foi uma dedicação de 24 horas.

BNews: Quem vai assumir o cargo no lugar do Dr. Alexandre?

CR: Ontem mesmo o Dr. Paulo Albiani e a Comissão veio a pensar no nome do professor Jaime Barreiros ele foi contatado e aceitou. Já vem colaborando com os trabalhos. Ele preenche requisitos indispensáveis para colaborar com a intervenção. É professor de direito esportivo, é professor de direito eleitoral, é um jurista reconhecido na comunidade baiana e tem o Esporte Clube Bahia como seu clube, é um apaixonado pela instituição e acima de tudo uma pessoa muito séria e responsável.

BNews: Como está a situação do atraso de salários dos funcionários e atletas?

CR: Estamos nos esforçando ao máximo para que valores venham a ser adimplidos. A prioridade sem sombra de dúvidas, preocupando-se com o clássico contra o Vitória, são os salários dos funcionários e jogadores e não podemos nos comprometer a quitar, não só o mês de julho em atraso como outros débitos, mas faremos o máximo dentro do numerário, do valor que estamos conseguindo hoje quitar débitos.

BNews: O meia Paulo Rosales, em entrevista à Itapoan FM, chegou a se emocionar por conta do problema com atrasos de salários e de rescisão com o Bahia. O que o senhor tem a falar a respeito sobre este caso?

CR: Em relação ao caso do atleta Rosales, discutimos com o professor Anderson Barros, sobre a questão, se haveria ou não uma readmissão e o departamento de futebol teria decidido que não haveria readmissão e estamos mantendo contato com o próprio Rosales, que tem meu celular direto. Venho mantendo contato com ele e com sua esposa, já sinalizamos a compra da passagem para o retorno para a Argentina e explicamos toda a situação com transparência do que está acontecendo com o clube. Pelo o que me foi informado ontem ele já ingressou com uma reclamação trabalhista, a própria esposa dele me informou isso ontem e o que o clube puder fazer para atender às suas necessidades, vamos fazer. Mas em relação à sua readmissão quem decide isso é o departamento de futebol e o departamento disse que não haveria readmissão.

BNews: Como será essa nova campanha que está sendo implantada pelo grupo de interventores, denominada “O Bahia tem dono: o seu torcedor”?

CR: A campanha tem como mote “o Bahia tem dono: o seu torcedor”. O objetivo é aproximar o torcedor do clube, o torcedor participar do dia-a-dia do clube, vai haver uma política de associação para que o torcedor venha a obter benefícios em face a própria associação, mas que fique bem claro, o torcedor que venha a se associar agora não terá direito de voto ou a se candidatar. Isso a Assembleia geral é quem vai decidir. O nosso interesse é realmente, democratizar o clube, mas é claro que a intervenção precisa do torcedor, até para que o clube funcione. Então um clube como o Bahia, com mais de 6 milhões de torcedores, ter apenas 530 pagantes, a gente considera que este número não reflete a potencialidade do clube.

BNews: Se o torcedor se associar, entrar nessa campanha, e o presidente destituído Marcelo Guimarães Filho for restituído, a associação perde a validade?

CR: De sorte alguma, porque acima de tudo quanto mais sócios o clube tiver é melhor para a instituição. A nossa decisão neste período de intervenção é considerar irrazoável uma joia com valor de R$ 300. Não é porque houve a intervenção que a política de associação estaria com interrupção. O que pretendemos na intervenção é viabilizar esse processo de associação.

BNews: Já existe algum candidato à presidência do Bahia? Alguém procurou o senhor?

CR: Não. Não vou apoiar de forma nenhuma, nenhum candidato. Até porque isso comprometeria irremediavelmente nosso trabalho. Ninguém nos procurou, espero que quantos mais candidatos que representem a força Tricolor venham a se apresentar melhor. Com boas propostas, com racionalidade, com disponibilidade será melhor para o clube.

BNews: O senhor irá nomear algum vice-presidente?

CR: Discutimos isso bastante na Comissão. Nossa intenção é que todos os grupos que estão colaborando venham a participar de tudo o que estamos fazendo e sempre em Conselhos e não nomear vice-presidentes, porque não sou presidente, estou na condição de interventor, de forma interina e transitória. Então, o presidente vai ser eleito e que fique bem claro, sequer entro na sala da presidência no Mundo Plaza, tenho total respeito em relação a isso, porque quem vai entrar na sala, quem vai sentar na mesa é o presidente.

BNews: O senhor poderia deixar uma mensagem para o torcedor do Bahia se tranquilizar, em relação a intervenção, principalmente por conta do clássico de domingo?

CR: Esclarecer o torcedor que o máximo está sendo feito para que a própria situação do clube quanto às suas pendências venham a ser resolvidas. Nós já tivemos uma reunião com os jogadores e nos apresentamos e deixamos bem claro que queremos colaborar e não vamos interferir em nada no futebol. E em relação aos salários estamos realizando esforços para que venham a ser quitados.


Tabela interativa da Série A com atualização online


Fonte: Leonardo Santana – Redação Bocão News

Fotos: Gilberto Júnior