Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Satisfeito com empate, Carpegiani revelou que Jean deveria ter batido pênalti

Paulo César Carpegiani concede entrevista coletiva (Foto: Marcelo Malaquias / Divulgação / EC Bahia)

Paulo César Carpegiani gostou do viu na sua estreia no comando do Bahia. Jogando fora de casa contra o Palmeiras, o Bahia arrancou um empate após sair perdendo por 2 a 0. E ainda poderia ter virado, após Régis desperdiçar um contra-ataque puxado por Rodrigão. Carpegiani falou sobre o lance, que aconteceu nos acréscimos, dizendo ter ficado surpreso com o pique de Rodrigão.

Me surpreendeu. Não esperava. A bola saiu um pouquinho na frente. Se tem um dedo a mais, ele teria feito. Produção da equipe me agradou. Não lamento o resultado. Fora de casa contra o Palmeiras, não há nada a lamentar

O treinador também explicou a confusão para ver quem cobraria o pênalti que acarretou no empate tricolor. O goleiro Jean foi até a área e Rodrigão também pediu para cobrar a penalidade, porém o capitão Renê Júnior preferiu que Edigar Junio batesse o pênalti. De acordo com Carpegiani, Jean era o favorito para efetuar a cobrança, porém a decisão em campo iria caber ao capitão, no caso, Renê Júnior, que preferiu que Edigar fosse o cobrador.

Jean, dentro desses cinco dias, foi o que melhor bateu pênalti. Ele estava na primeira relação. Falei com Renê que quem estivesse melhor, batesse. É o meu capitão. O próprio Renê deu a bola para o Edigar. Ele [Jean] bate bem. Ele estava na primeira relação, depois o Renê, depois o Edigar. Rodrigão veio dizer: “Pô, deixa que eu bato”. Falei que o capitão tem que ver. Se errar, ele tem o poder de decisão. Mas era uma ordem minha assim. Quem não estiver bem, o capitão vai ver quem está com o moral alto para bater o pênalti

O Bahia já volta ao campo neste domingo, às 18h, jogando contra o Corinthians, na Arena Fonte Nova.

Confira o que Carpegiani falou na entrevista coletiva:

Régis

Ele foi meu jogador, subiu no São Paulo quando eu estava lá. Tem uma qualidade muito boa. Só acho que o Régis, a impressão eu tenho é que não está no ápice de sua forma. Final de temporada. Segurei, segurei. Quando botei para jogar nas costas dos volantes, ele é um jogador que desequilibra. Posso estar pensando nele para domingo, mas não sei se está num ritmo forte para jogar. Mas não descarto ele para jogar no domingo.

Coisas para acertar

Eles mesmos se acertaram. Erramos ainda passes fáceis de fazer com simplicidade, para dar um tapa só. Você toma o gol e dá aquela insegurança. É perfeitamente normal. Depois, estávamos melhor e tomamos o segundo gol. Se tivesse que ter um vencedor, teria que ser o Bahia. Há perspectiva de que possa enfrentar qualquer adversário em qualquer circunstância.

Tabela

Eu não olho muito a tabela. Todo mundo faz isso, torcedor… Eu, particularmente, se olhar tabela, você fica apavorado. Tem que pensar jogo após jogo. Temos um jogo contra o líder, equipe que fatalmente será campeã, e nós precisamos dos pontos. Temos o retorno de alguns jogadores, que vou treinar, vou ver. Os jogadores que estão fora, não vi eles atuando. Fiz um treinamento com Éder na lateral direita para ver ele atuando, se tivesse problema com o Eduardo. Fiz um treino para chegar no banco e não errar. Ainda estamos na fase de conhecimento, de encontrar soluções. Mas eu estou muito satisfeito.

Torcida

Tenho a volta de um grande jogador, que vai lotar a Fonte Nova. Não tenho dúvida que é o meu grande retorno, e que vai nos apoiar. E esse incentivo será fundamental para nos ajudar a ganhar o jogo.

Comentários
Carregando...