Sidônio Palmeira: A justiça decidirá sobre intervenção

Sidônio Palmeira: é ela (justiça) que vai decidir sobre intervenção

 


Uma das principais lideranças do movimento Bahia da Torcida, o marqueteiro Sidonio Palmeira, foi ao Aeroporto Internacional de Salvador receber os jogadores que voltam de São Paulo com quatro pontos nas malas e provisória quarta colocação no Brasileirão.

Embora reconheça que o momento administrativo é problemático, o adversário do presidente afastado Marcelo Guimarães Filho, acredita que o objetivo de recepcionar os jogadores é mostrar que a torcida está com o time e que o saldo da viagem foi boa.

Os atletas do tricolor, após a derrota para o Corinthians na Arena Fonte Nova no dia 7 de julho, venceram a desestruturada equipe do São Paulo por 2 a 1, em partida antecipada da 11ª rodada, e empataram em 0 a 0 com a Ponte Preta, com uma atuação destaca de Marcelo Lomba que defendeu dois pênaltis.

Sidonio avaliou a intervenção como positiva até o momento. Disse que o interventor Carlos Rátis teve pouco tempo, mas está conseguindo reorganizar o time e segue corretamente na intenção de refazer a lista de sócios e implementar a democracia no clube.

O retorno de desafeto MGF também foi pautado, contudo, o marqueteiro do governador Jaques Wagner, jogou a bola para a Justiça. “É ela (Justiça) quem vai resolver”.

Sobre o movimento “Bahia da Torcida”, Sidonio atesta que continua ativo e está presente nas redes sociais e cotidiano do clube. O movimento esteve na última partido do time em casa, quando foi derrotada pelo Corinthians e participou da caminha no 2 de julho. "A orientação do Bahia da Torcida agora é publico 100%. Antes era publico zero, mas agora é publico total. A torcida tem que mostrar que está com o time".


Tabela interativa da Série A com atualização online


Fonte: Redação Bocão News

Foto: Reprodução Facebook/BahiadaTorcida