Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Souza crava: ‘A nossa esperança sempre vai ser o Kieza, o Maxi e o Léo’

2

"A nossa esperança sempre vai ser o Kieza, o Maxi e o Léo", diz volante Souza

Meia vê time preparado para encarar o Sampaio Corrêa pela Série B e fala sobre amizade com atacante adversário

Na quinta colocação da tabela de classificação com 14 pontos, o Bahia vai tentar, nesta sexta-feira (19), beliscar uma vaguinha no G4. O adversário da vez é direto. O Sampaio Corrêa está na quarta posição da Série B com a mesma pontuação e campanha muito parecida com a do Tricolor, tendo apenas marcado três e sofrido dois gols a mais. O duelo promete, mas segundo o volante Souza, o time baiano vai confiante ao Maranhão.

Em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (17), ele falou sobre indisciplina — recebeu 2 cartões vermelhos em 7 jogos —, preparação e calendário, mas destacou o possível retorno do trio KGB, formado por Kieza, Léo Gamalho e Maxi Biancucchi. Para Souza, os atacantes são capazes de fazer a diferença no encontro, que não acontece há 16 anos. Na última oportunidade, o Tricolor saiu vitorioso (3 a 1) e tinha um diferencial em campo: Uéslei Pitbull e sua identificação com a torcida. De acordo com o volante, o feito pode ser repetido.

"A nossa esperança sempre vai ser o Kieza, o Maxi e o Léo (Gamalho). São os caras de frente. Estão mais próximos do gol e espero que eles possam ser um desses caras (identificados com a torcida). Mas se precisar, também, a gente está chegando de trás para fazer um golzinho (risos). O importante é chegar lá, impor o nosso ritmo. A gente sabe que o jogo não vai ser fácil. O campo é muito pesado, mas estamos nos preparando muito", disse.

Do outro lado, um atacante que conhece bem o Esquadrão tentará aprontar das suas mais uma vez. Robert de Pinho é um daqueles jogadores apelidados de cigano. Aos 34 anos, já passou por mais de 20 times. Nem sempre foi destaque, mas deixou seus gols por onde passou. Quando chegou ao Palmeiras, entre 2009 e 2010, o centroavante conheceu Souza, que acabara de subir ao profissional. Lá, os dois criaram uma amizade que segue firme até hoje. Foi de Robert, aliás, as recomendações recebidas pelo jogador antes de vir para o Bahia neste ano.

"Eu conheço o Robert desde o Palmeiras. Quando eu tinha acabado de subir, ele chegou um pouco depois e criamos uma amizade muito forte. Quando fiquei de vir para o Bahia, perguntei como era aqui e ele me falou tudo sobre a cidade e o clube. Agora, por coincidência, vamos nos enfrentar, mas a amizade fica de lado. Estamos em times opostos e espero que possamos sair vitoriosos", declarou. Robert, que é o artilheiro da Série B atualmente, com cinco gols, chegou a atuar pelo Bahia em 2011, sem muito sucesso.

O Tricolor e o Sampaio se enfrentam às 19h30, no estádio Castelão, no Maranhão.

Comentários
Carregando...