Talisca é sondado, mas Bahia pode não receber pela venda

Talisca é sondado, mas Bahia pode não receber pela venda

Segundo a atual direção, Bahia não levaria nada por venda de Talisca; MGF diz que é mentira

O meia Anderson Talisca recebeu uma sondagem de um clube europeu para atuar no exterior na próxima temporada. A informação é confirmada pela própria diretoria do Bahia.

Como a proposta ainda não foi oficializada, a direção tricolor não divulgou qual foi o clube que demonstrou interesse no meia e nem a nacionalidade da agremiação.O jogador tem contrato com o Bahia até 2017, porém, de acordo com a direção, caso o atleta fosse negociado hoje, o clube não receberia nada pela transação.

Em auditoria realizada pela empresa Performance, em setembro passado, foi comprovado que o ex-presidente Marcelo Guimarães Filho vendeu 40% dos direitos econômicos do jogador para o empresário Carlos Leite, por R$ 400 mil.

O restante dos direitos econômicos de Talisca, de acordo com a nova gestão, estariam divididos entre as empresas Bahia Soccer (20%), o empresário Jessé (20%) e o Astro (20%), clube de Feira de Santana.

O clube afirma ter procurado os empresários para uma nova divisão de cotas, além de afirmar que só vai negociar o jogador se tiver uma participação na receita.

"Situações como essa mostram quem tem falado mentiras e falácias. Quero apenas que as provas venham à tona", diz o presidente Fernando Schmidt, por meio da sua assessoria.

Vamos votar:

A maior Torcida do Nordeste

A BELA Tricolor Katiely Kathissumi precisa do seu voto

Não deixe de ler:

Ex-dirigentes do Bahia serão investigados pelo MPE

Confira também:

Liga dos Campeões – Classificação – Tabela e Regulamento

Tabela interativa da Série A com atualização online

Os melhores vídeos – YouTube União Tricolor Bahia

Contra-ataque – Procurado pela reportagem, o ex-presidente Marcelo Guimarães Filho afirmou "ser mentirosa" a versão da nova diretoria sobre a divisão de Talisca. Segundo o mandatário deposto, o clube possui 40% dos direitos econômicos do jogador. "São 40% do Bahia, 40% de Carlos Leite e 20% de Jessé, Sandro e Bobô, que inclusive são empresários ligados a esta nova gestão. Esta é a verdade. Pode pedir o contrato a eles e demonstrar isso", afirmou.

Provocado pela reportagem, o clube enviou cópia de três contratos do jogador com a Bahia Soccer (20%), Astro (20%), Carlos Leite (40%) e Jessé (20%). Segundo Guimarães, porém, no contrato de renovação de Talisca, apenas o Esporte Clube Bahia, Jessé e Carlos Leite assinaram, com os outros parceiros perdendo suas partes.

Na última quarta-feira, 30, o Ministério Público Estadual, por meio do procurador Rômulo Moreira, determinou que o MPE analise indícios de irregularidades em antigas administrações do Bahia.


Fonte: André Uzêda – A Tarde

Foto: Eduardo Martins | Ag. A Tarde