Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

‘Temos que ser inteligentes’, afirma Gilson Kleina

0

“Cada jogo é uma história, temos que ser inteligentes”, afirma Gilson Kleina

Treinador destaca que o Bahia tem demonstrado uma mentalidade vencedora

"Temos que ser inteligentes", afirma treinador

Inteligência e estratégia eficaz. Características comuns em uma partida de xadrez, mas que o técnico Gilson Kleina tem levado aos jogadores do Bahia. Neste domingo, contra o Flamengo, na Arena Fonte Nova, o treinador afirma que o aspecto emocional, mais uma vez, será decisivo para o Tricolor conquistar os três pontos.

– A gente está passando para eles [jogadores] que cada jogo é uma história. Temos que ser inteligentes, utilizar a estratégia, saber o que vamos enfrentar. Importante não só a parte física, mas a parte mental, e esse grupo está demonstrando uma mentalidade cada vez mais vencedora, e é o que a gente espera para domingo – diz.

Para que o time continue crescendo de produção neste Campeonato Brasileiro, Kleina destaca que o torcedor do Bahia tem um papel fundamental. Diante do Rubro-Negro carioca, mais uma vez, o clube realizou promoção de ingressos para lotar o estádio. A torcida respondeu ao chamado e, até a tarde desta sexta-feira, mais de 27 mil entradas já haviam sido vendidas.

– Não tem coisa melhor para o jogador que chegar a um estádio cheio. A energia que vem da arquibancada é inexplicável, e, querendo ou não, a vibração dentro do campo é muito maior. Então a gente agradece muito a torcida do Bahia por todos os jogos, mas em especial esse [Sport], que ela realmente ajudou a fazer a vitória. A gente pede mais uma vez o apoio. Nesse momento, precisamos jogar juntos, como eles estão jogando, porque todos nós saímos beneficiados com isso – revela. 

Neste segundo turno do Brasileirão, o Bahia venceu três das cinco partidas disputadas. E na Arena Fonte Nova, palco do duelo do próximo domingo, o Tricolor carrega uma invencibilidade recente de cinco partidas. Melhorias destacadas pelo treinador.

– Eu estou vendo evolução. Acredito que o torcedor também está vendo isso, mas o que estou tentando é manter o nível de atuação. Muitas vezes alguns jogadores não recuperam, não conseguem fazer uma sequência de três jogos. Não adianta eu achar que vou manter esse sistema com características diferentes. Tudo isso é uma análise. É o que a gente está fazendo, muita observação, muita análise, para a equipe que entrar possa dar a vitória para ao Bahia – finaliza.

Comentários