Tranquilidade para trabalhar

No lucro: Para Cristóvão Borges, empate foi bom para o Bahia

Tricolor jogou boa parte do segundo tempo com um jogador a menos. Técnico tricolor comemora tempo que terá para trabalhar o time

O Bahia viajou para o Rio de Janeiro para tentar vencer o Vasco e voltar para Salvador com três pontos na bagagem. A missão, no entanto, fracassou. Na noite deste sábado, o  Tricolor ficou no empate com Gigante da Colina, em Volta Redonda, e conquistou apenas um ponto. Apesar de não ser o esperado, o resultado foi bastante comemorado dentro da equipe baiana, principalmente pela inferioridade numérica em campo, já que Diones foi expulso no início do segundo tempo da partida.

Para o técnico Cristóvão Borges, o empate diante do Vasco tem que ser encarado como um ponto a mais para o Tricolor na tabela de classificação. Com o resultado, o Bahia chegou aos oito pontos e chegou ao G-4 pela primeira vez desde que o Brasileirão começou a ser disputado por pontos corridos.

– Foi um resultado importante pelas circunstâncias. Jogamos com um atleta a menos boa parte do segundo tempo, precisamos refazer o time e à medida que o tempo foi passando tivemos que defender melhor para garantir o resultado. Ficou de bom tamanho. Poderíamos ganhar, jogamos para isso. Mas com um jogador a menos todo jogo fica difícil. O time perde o equilíbrio e a outra equipe se sobrepõe. O importante é que nós soubemos nos defender, fizemos isso muito bem, mesmo com um jogador a menos. Foi importante segurar esse empate – disse Cristóvão Borges, logo após o confronto.

O treinador tricolor destacou que, com os pontos conquistados, o elenco terá mais tranquilidade para trabalhar na pausa da Série A para a realização da Copa das Confederações. O Bahia só volta a campo no dia 7 de julho, contra o Corinthians, na Arena Fonte Nova.

– Começamos atrás dos outros times em quase em tudo. Mesmo assim conseguimos uma evolução boa nessas cinco rodadas. Agora estamos bem colocados, uma classificação inédita para o clube. Isso é importante, até pelo momento que a gente já viveu. Já visualizava esse tempo para trabalhar. Vou poder treinar melhor a equipe. Além disso, teremos a chegada de alguns jogadores. O grupo vai estar mais forte no recomeço do Brasileiro – prometeu o treinador.

Com a parada de um mês no Brasileirão, a comissão técnica do Bahia decidiu dar cinco dias de folga para o elenco. Dessa fora, os jogadores só voltam a treinar na próxima sexta-feira. Alguns atletas sequer devem desembarcar na capital baiana nesta segunda-feira, como é o caso dos que possuem família no Rio de Janeiro.

Fonte: GLOBOESPORTE.COM

Foto: ECB