Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Uma pérola: ‘Dividir a cota de TV não faz sentido nenhum’, diz Presidente do Flamengo

0

‘Dividir a cota de TV não faz sentido nenhum’, diz Bandeira de Mello

Para presidente do Flamengo, contrato não pode ser regulado por lei como propõe emenda para a MP do Profut – Reprodução

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, rebateu a emenda que propõe uma melhor divisão dos direitos de transmissão dos jogos recebidos pelos clubes. O clube carioca é o que mais fatura na área no país e recebeu R$ 115 milhões em 2014. O rival Botafogo, por exemplo, levou R$ 48,6 milhões. “Isso não faz o menor sentido, pois não pode ser regulado por lei”, diz o dirigente. Uma nova divisão das cotas de TV foi proposta para entrar na MP do Profut pelo deputado Mendonça Filho (DEM-PE).

Divisão mais justa

De acordo com a emenda do deputado Mendonça Filho (DEM-PE), 50% da verba total dos direitos de transmissão seria dividida entre todos os clubes da competição, 25% conforme a classificação do torneio anterior e os 25% restantes divididos proporcionalmente à média de audiência dos times. Em sua justificativa, o parlamentar diz que no Brasil, a divisão das cotas de TV é “demasiadamente injusta e excludente”.

Exemplo europeu

Apesar do presidente do Flamengo afirmar que a divisão dos direitos de TV não pode ser regulada por lei, o governo espanhol aprovou há duas semanas um decreto que abrange a melhor venda dos direitos de conteúdos audiovisuais de todos os torneios no país, o que reduzirá a grande diferença recebida por Real Madrid e Barcelona frente os adversários. “Não é justo que uma legislação determine o quanto devo receber de um acordo”, diz Bandeira de Mello.

Nota Luis Peres @BahiaClub: Até pouco tempo, o Presidente do Flamengo esteve quase alinhado com o Bom Senso FC. Quando surgiram proposições de mais igualdade nas receitas… A opinião mudou radicalmente. No Brasil, certas mudanças só ocorrem com uso de força mesmo.

Comentários
Carregando...