Vamos fazer da Fonte Nova a nossa casa

Velho conhecido, Cristóvão retorna à Fonte Nova para renovar vínculos

Treinador fará, no domingo, contra o Corinthians, sua primeira partida na nova arena e busca fazer com que estádio seja nova casa do Tricolor

Cristóvão Borges foi revelado pelo Bahia no final da década de 1970

Cristóvão Borges (Foto: Thiago Pereira)

Uma convivência curta, mas que ignorou o rigor da passagem do tempo e permanece viva até hoje.  Assim é a relação do técnico Cristóvão Borges com a Fonte Nova, estádio que o treinador, quando jovem, se acostumou a chamar de casa. Revelado pelo Bahia no final da década de 1970, Cristóvão perdeu as contas de quantas vezes atuou no principal panteão esportivo da capital baiana com a camisa azul, vermelha e branca. Mais de 30 anos depois, ele volta a reencontrar a Fonte Nova, moderna e equipada conforme um estádio de primeiro mundo, mas, mesmo assim, com um “certo ar de uma velha conhecida” do técnico tricolor.

– É um estádio maravilhoso. A sensação é de progresso, modernidade, tecnologia. Isso é muito bacana. Perdemos algumas coisas, mas ganhamos outras. Isso é o futuro. O futuro do futebol é desse jeito. Continua um estádio maravilhoso, lindo. É um prazer estar de volta – comentou o treinador.

Na Fonte Nova, Cristóvão Borges conquistou, com o Bahia, os títulos dos estaduais de 1977 e 1978. A ferradura do antigo estádio, característica que permanece na nova arena, é uma das particularidades que continuam vivas na mente do treinador.

– A ferradura sempre foi bonita. A sensação da torcida do Bahia é sempre bacana. Lembro do estádio lotado e da torcida carregando o time. Em comemorações de títulos, saíamos daqui e íamos direto para a Igreja do Bonfim. Lembro de tudo isso – declarou.

Nesta sexta-feira, Cristóvão Borges comandou pela primeira vez um treino do Bahia na Fonte Nova. A atividade serviu para que os jogadores se adaptassem ao gramado e conhecessem um pouco do estádio, antiga casa do treinador e novo lar de todo o elenco tricolor. 

Fabrício Lusa em treino do Bahia na Arena Fonte Nova nesta sexta

treino do bahia; arena fonte nova; fabrício lusa (Foto: Divulgação/EC Bahia)

– É importante, por alguns jogadores que ainda não conheciam a Fonte Nova. O campo é um piso bastante diferente do que treinamos diariamente. Isso faz muita diferença. Para que a gente possa ter uma adaptação rápida no jogo, viemos aqui. Acho que pode ajudar a gente no jogo de domingo, contra o Corinthians – afirmou Cristóvão Borges.

Para tornar a Fonte Nova um local agradável para o Bahia, contudo, o técnico terá que mudar uma escrita iniciada com a inauguração da arena. O Tricolor venceu apenas duas de sete partidas disputadas no novo estádio, que, até o momento, foi palco de várias desilusões para a torcida.

– Com toda certeza, será a nova casa. Vamos jogar aqui muitos jogos e teremos várias oportunidades de fazer o torcedor feliz. Demos uma mudada em relação ao início do campeonato. Estamos bem colocados. É início de campeonato, mas fazemos uma campanha boa. Espero que aconteça já neste domingo. Vamos fazer da Fonte Nova a nossa casa e impor a nossa força com ajuda da nossa torcida – disse Cristóvão.

O adversário da reestreia do técnico na Fonte Nova será o Corinthians. O duelo entre Tricolor e o Timão está marcado para domingo, às 16h (horário de Brasília). O time baiano ocupa a 8ª colocação da tabela de classificação, com oito pontos conquistados, enquanto a equipe paulista está na 13ª posição, com seis pontos.

Tabela interativa da Série A: http://uniaotricolorba.com.br/tabelaseriea.asp


Fonte: GLOBOESPORTE.COM

Foto: Thiago Pereira– GLOBOESPORTE.COM e Divulgação/EC Bahia