Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Vinícius faz elogios a Ramires e admite que corre atrás na disputa por vaga de titular

Meia fez dois gols na partida contra o Paraná, no último sábado (13), e é o artilheiro do Bahia em 2018

Vinícius concede entrevista coletiva (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
38

Na manhã desta terça-feira (16), o meia Vinícius concedeu entrevista coletiva no Fazendão. Um dos principais destaques do Bahia no primeiro semestre, ele caiu de rendimento no Campeonato Brasileiro e perdeu a posição de titular para o jovem Ramires. Porém, no último sábado (13), ele entrou no segundo tempo da partida contra o Paraná e, no final da partida, marcou os dois gols do triunfo tricolor por 2 a 0.

Com isso, Vinícius voltou a ser o artilheiro isolado do Bahia na temporada, com 12 gols. O meia também é o líder de assistências, com 11 passes para gol:

Fico feliz de as coisas estarem dando certo. Sou um cara que trabalho muito. Fazia quase três meses sem fazer gol. Sou um cara que me cobro muito, a torcida também estava me cobrando. Sempre que entro, procuro dar meu melhor, seja fazendo gol, seja com belas atuações, assistências

Apesar da grande atuação, Vinícius acredita que isto ainda não é suficiente para voltar a ser titular do Bahia. O jogador admite que Ramires também está em boa fase e tem jogado bem:

Sinceramente, todo jogador que jogar, quem começar jogando. No decorrer de minha carreira aprendi que o importante é o grupo, respeitar o momento. Ramires deixou de ser uma promessa. Hoje é realidade. Estou ali. Se Enderson optar, estou sempre preparado. Mas acho que ficou clara a força de nosso grupo. Quem entra está dando conta do recado. O grupo todo está com o mesmo pensamento de estar sempre fazendo o melhor para o Bahia. Se optar por mim, estou preparado. Se não optar, vou estar sempre à disposição e, quando entrar em campo, dar o melhor pelo Bahia.

O primeiro gol de Vinícius contra o Paraná aconteceu em uma bela cobrança de falta. O meia falou que o golaço se deve ao trabalho realizado nos treinamentos:

Ultimamente tenho acertado bastante. Mas o principal no treinamento é aprimorar porque chega no jogo e são várias situações. Tem o adversário, a gente treina com a barreira parada. Tem a torcida, uma série de fatores. Procuro aprimorar a batida na bola. Nessas últimas semanas venho trabalhando essa boal parada porque, assim como no jogo, ficou claro que a bola parada pode decidir um jogo, ainda mais um jogo truncado.

No próximo sábado (20), às 16h, o Bahia volta a campo para enfrentar o Botafogo, no estádio Nilton Santos, em um confronto direto para fugir da zona de rebaixamento. O Tricolor é o 13º colocado do Campeonato Brasileiro, com 34 pontos. O Botafogo está uma posição à frente, com 35 pontos conquistados. Vinícius falou sobre a partida:

Jogo difícil. A gente fala que é um jogo de seis pontos. Ontem eles empataram e ficaram a um ponto da gente. É um concorrente direto. A gente jogou há pouco tempo por um outro campeonato e acabou perdendo nos 90 minutos. Mas a gente sabe que os dois gols que tomou foram por falha nossa.

Confira o que Vinícius falou em entrevista coletiva

Botafogo busca revanche?
– Com certeza. Não sei por parte dos jogadores, mas acredito que sim. Principalmente pela torcida. Naquele jogo lotou o estádio e saiu frustrada. Tenho certeza que devem estar com um gostinho amargo. Ainda mais pela situação. É um jogo de seis pontos. Se a gente conseguir o triunfo, passa seis pontos deles. A gente sabe da dificuldade, mas vai em busca dos três pontos.

Dancinha
– Fico feliz. As coisas estão dando certo. O pessoal do marketing, da imprensa, tem esse gif. Como no primeiro semestre o “joelho, joelho, creu” deu certo, falei “Vou inovar”. A torcida abraçou, fizeram até música. Mas o mais importante é gol. E o gol, aqui no Bahia, pra mim, é sinônimo de dancinha.

Quem ajuda na dancinha?
– Não vou mentir que na família, nos churrascos de fim de semana, meu pai sempre soltava uma dancinha. Ainda não fiz a dele, mas ele já me cobrou. A dancinha é coisa do momento. É do momento. Nilton, nosso DJ, sempre solta o som, e a gente vai fazendo a dancinha.

Comentários
Carregando...