Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Anunciando novo patrocínio, Marcelo Sant’Ana fala sobre reforços para o Brasileiro

Marcelo Sant'Ana anunciou o novo patrocinador do Bahia em entrevista concedida no Fazendão (Foto: Rafael Teles)

O Bahia anunciou, na tarde desta sexta-feira, um acordo de patrocínio com a Centraltec, empresa do ramo de climatização que estampará as omoplatas do uniforme tricolor. O presidente Marcelo Sant’Ana divulgou o acordo em entrevista concedida no Fazendão. Ele afirmou que o contrato com a nova parceira é válido até 2018 e renderá mais do que o da MRV, construtora que patrocinou o clube até o fim do último estadual.

– Inicialmente o contrato tem duração de uma temporada, está começando agora no início do Brasileirão de 2017 e vai até o início do Brasileirão de 2018. Valores, a gente não entra muito nesse aspecto. Mas a gente pode dizer que o Bahia praticamente dobra o investimento, em relação ao valor anterior. Dobra não, um pouco mais que o dobro – comentou o dirigente.

Além de divulgar o novo patrocinador, Marcelo Sant’Ana também falou sobre reforços. O cartola assumiu que busca atletas para compor o sistema ofensivo, principalmente para as vagas de Renato Cajá, que rescindiu com o Bahia e assinou com a Ponte Preta, e Hernane, com uma fratura na tíbia e tempo de recuperação previsto para três meses.

– A gente tem buscado qualificar nosso elenco. A gente sabe de algumas carências que temos, principalmente na parte ofensiva. Teve a saída de Cajá e a contusão de Hernane. Então temos um meia e um atacante para contratar. Infelizmente não ganhamos o Baiano, mas estamos na final do Nordeste, então temos que valorizar esse elenco também. A gente prefere trabalhar com cautela, para não criar expectativa de um nome ou outro. Sai muita especulação, mas o torcedor pode ficar tranquilo que a maioria não tem muito fundamento.

Sant’Ana também pregou cautela com relação ao mercado. Ele lembrou que o Bahia possui orçamento apertado e que um erro pode colocar o clube em dificuldades.

– A gente tem que trabalhar com equilíbrio. Eu, como torcedor, queria que o Bahia fosse campeão brasileiro todos os anos. Mas a gente tem que trabalhar com responsabilidade. O Bahia tem feito esse trabalho de reconstrução, então o objetivo inicial dentro do Campeonato Brasileiro é ter uma campanha segura, sem sustos. Pegar o exemplo do Botafogo ano passado, que o objetivo inicial era não ser rebaixado, depois foi tentar uma vaga na Sul-Americana, depois terminar na primeira página, o Botafogo conseguiu uma vaga na Libertadores.

Fonte: Globo Esporte

Comentários
Carregando...