Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Árbitro de Bahia x Coritiba diz ter sido induzido a erro

5

Árbitro de Bahia x Coritiba, Francisco Carlos diz ter sido induzido a erro

Segundo Chicão, assistente teria motivado a marcação da penalidade na Fonte Nova

Pivô do lance mais polêmico da 19ª rodada do Brasileirão, o árbitro Francisco Carlos do Nascimento se defendeu nesta terça-feira e explicou o motivo de ter marcado um pênalti na partida entre Bahia e Coritiba, na Arena Fonte Nova, domingo, e depois ter voltado atrás.

– Foi um lance em que eu fui induzido ao erro pelo assistente e pelo adicional. Eu estava com a imagem de que a falta foi fora da área, tanto é que se você observar no vídeo vai me ver correndo na direção de que marcaria a falta. Porém, o assistente correu para a linha de fundo, e daí marquei a penalidade – explicou o alagoano, integrante do quadro da Fifa desde 2012.

Árbitro Francisco Carlos do Nascimento assinala pênalti para o Coritiba, mas volta atrás (Foto: Divulgação/ Site oficial Coritiba)

Francisco Carlos do Nascimento consulta quarto árbitro após lance polêmico

Perguntado sobre o que teria motivado a decisão de voltar atrás e marcar a falta, Chicão disse que a conversa com a equipe de arbitragem foi determinante.

– Quando fui conversar com o assistente, ele disse não estar convicto da penalidade. Então fui ouvir a opinião do quarto árbitro, que também não demonstrou convicção de que o atacante Zé Love teria sido derrubado dentro da área do Bahia. Então, como eu tinha a imagem de que não foi pênalti, voltei atrás e marquei de fato o que aconteceu.

Ele ressaltou ainda que, como a regra do jogo permite a possibilidade de o árbitro voltar atrás, não teve dúvida após consultar o assistente (Carlos Jorge Titara da Rocha-AL) e o quarto árbitro (Johnn Hebert Alves Bispo-BA).

– A Fifa orienta justamente isso (voltar atrás, em caso de uma marcação equivocada). Isso tem na regra do jogo. O árbitro pode voltar na sua decisão até que o jogo não seja reiniciado, e foi justamente o que eu fiz. O que jamais poderia ter feito era voltar a decisão depois do pênalti batido – salientou Francisco Carlos.

O árbitro aproveitou para destacar os elogios recebidos do presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Sérgio Corrêa e, segundo ele, do técnico do Coritiba, Marquinhos Santos, após a partida.

– O próprio técnico do Coritiba me elogiou, dizendo que eu fui um cara humilde, e me parabenizou pela minha decisão. Inclusive, ele (Marquinhos) afirmou que jamais quer vencer um jogo com um erro de arbitragem. Então, isso me deixa tranquilo na decisão que tomei.

Comentários
Carregando...