Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Bahia 1 x 0 Atlético Nacional – Melhores Momentos – Ficha Técnica

4

Nos pênaltis, Bahia perde e deixa Copa Sul-Americana

Marcelo Lomba fez a parte dele. No tempo normal, quando o Bahia não jogou bem, fez inúmeras defesas importantes e garantiu o triunfo de 1 a 0. Mas, apesar da bela atuação, com direito a um pênalti defendido, o camisa 1 não evitou a eliminação do tricolor da Copa Sul-Americana, na noite desta quinta-feira (24), na Arena Fonte Nova.

Na decisão por pênaltis, o centroavante Souza e o volante Fabrício Lusa perderam, enquanto apenas o meia Cárdenas desperdiçou pelo Atlético Nacional (COL).

O Bahia, fora do torneio continental, foca apenas no Brasileirão. Domingo (27), às 15h, o esquadrão tenta se afasta da zona do rebaixamento contra o Atlético Paranaense.

Nos pênaltis, Bahia perde e deixa Copa Sul-Americana

Bahia sai na frente

O jogo não poderia começar para o time tricolor. Hélder teve liberdade para lançar William Barbio, livre de marcação pelo lado esquerdo, mas errou. Preferiu o passe para Obina, sem sucesso. No entanto, na sequência do lance, o camisa 30 se recuperou.

Hélder roubou a bola do zagueiro Henriquez, na entrada da grande área, e bateu no canto. Bahia 1 a 0. Neste momento, com o triunfo do esquadrão, o classificado seria conhecido na decisão por pênaltis.

O Atlético Nacional chegou com perigo pela primeira vez aos 12 minutos. Cárdenas lançou e deixou Guisao sozinho. O meia na hora da finalização foi surpreendido por Madson, afastando parcialmente o perigo. A jogada prosseguiu.  Cárdenas conseguiu cruzar mais uma vez e Dias, na hora do arremate, furou. Uma grande chance colombiana de deixar tudo igual em Salvador.

Marcelo Lomba salva

O Bahia, apesar da vantagem no placar, não estava bem.  Sofreu para encaixar a marcação e viu o Atlético Nacional dominar os primeiros 30 minutos. Aos 23, após cobrança de escanteio, Marcelo Lomba salvou. O zagueiro Nájera cabeceou no canto e o arqueiro espalmou. Novamente, aos 32, Marcelo Lomba trabalhou. Na tentativa de finalização de Duque, o camisa 1 do Bahia fechou o ângulo e defendeu.

O tricolor, depois do gol, só conseguiu levar perigo aos 37 minutos. Souza lançou William Barbio que, de fora, bateu cruzado. O goleiro Armani espalmou, mas o árbitro não viu o toque e marcou apenas tiro de meta.

Nacional continua melhor

Assim como no primeiro tempo, aos 5 minutos, o Bahia logo criou uma chance de ampliar o placar. Obina tocou de calcanhar e Jussandro entrou na área. Ao invés do toque para o meio, o camisa 6 encheu o pé e Armani defendeu. Por falar em defesa, quem apareceu e salvou de novo foi Marcelo Lomba. Aos 11, Bernal recebeu bom passe e entrou sozinho na grande área. Pensou, olhou e bateu em cima do goleiro tricolor. Outra fundamental intervenção do camisa 1.

Bahia não joga bem

Cristóvão mudou. Colocou Marquinhos e tirou Obina, reposicionando Souza mais à frente, de fato, como um centroavante. Pouco minutos depois, com incômodo muscular, foi a vez de Lucas Fonseca sair para entrada de Titi. Aos 22, o principal jogador do time colombiano, Cárdenas, exigiu outra boa defesa de Marcelo Lomba. O camisa 7 bateu de fora e goleiro do Bahia espalmou.

O Bahia repetiu a performance da primeira etapa. Criou pouco, errou muitos passes e levou inúmeros sustos, principalmente nos lançamentos de longa distância. Nem mesmo as três modificações surtiram efeito e o jogo, para torcida do Bahia, ganhou uma conotação de emoção.

O placar de 1 a 0, faltando dez minutos, levaria a decisão para os pênaltis. Aos 34, o tricolor conseguiu encaixar o contra-ataque. Anderson Talisca disparou com muita liberdade, mas, na hora de decidir o lance, nem tocou ou chutou. Perdeu a bola e uma chance de ampliar o placar. Dois minutos depois, nas costas de Madson, o Atlético Nacional quase empata. Valencia cruzou rasteiro e, dentro da pequena área, o centroavante Uribe furou.

BELAS DA TORCIDA:

A Bela Tricolor Katiely Kathissumi conta com seu voto

Não deixe de ler:

Bahia x Atlético Nacional (Col) – Ficha Técnica

Confira também:

Liga dos Campeões – Classificação – Tabela e Regulamento

Tabela interativa da Série A com atualização online

Os melhores vídeos – YouTube União Tricolor Bahia

Lomba milagroso

Em dois lances, aos 42 e 43, o goleiro do Bahia brilhou. Na primeira, Uribe entrou sozinho e bateu. Marcelo Lomba, mesmo caído, deu um leve desvio e mandou para escanteio. Na cobrança, o zagueiro Nájera cabeceou para o chão. A bola pingou no chão e tinha direção ao ângulo direito, mas lá estava o camisa 1. Marcelo Lomba se esticou e salvou o Bahia.

Antes do apito final, que levou a decisão para os pênaltis, Anderson Talisca levantou o torcedor tricolor. Arriscou de muito longe e passou perto da meta.


Pênaltis


Bahia: Marquinhos (O) – Souza (X) – Talisca (O) – Fabrício Lusa (X) – Fahel (O)

Nacional: Medina (O) – Cárdenas (X) – Valencia (O) – Uribe (O) – Bernal (O)


Bahia x Atlético Nacional (COL) – Copa Sul-Americana – Oitavas de finais (volta)


Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Data: 24/10/2013

Árbitro: Diego Abal (ARG)

Auxiliares: Hernan Maidana e Ezequiel Brailovsky (ARG)

Gols: Bahia: Hélder

Público: 9.408

Bahia: Marcelo Lomba; Madson, Lucas Fonseca (Titi), Demerson e Jussandro; Fahel, Fabricio Lusa e Hélder; William Barbio (Talisca), Souza e Obina (Marquinhos).

Técnico: Cristóvão Borges.

Nacional: Armani; Nájera, Henríquez e Murillo; Mejía, Medina, Guisao (Diaz), Bernal, Valencia e Cárdenas; Duque (Uribe).

Técnico: Juan Carlos Osório.


Fonte: Felipe Santana – Bahia Notícias

Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias – Eduardo Martins | Ag. A Tarde

Comentários
Carregando...