Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Bahia x Flamengo :: Atuação de Emanuel Biancucchi foi crucial

6

Em festa na Fonte Nova, atuação de Emanuel Biancucchi foi crucial

Emanuel, que chegou como contra-peso da contratação do irmão, jamais mostrou instinto decisivo. Isso mudou no jogo contra o Flamengo

Um argentino esperto e aceso, capaz de incendiar uma Fonte Nova repleta de tricolores. Uma partida digna de um camisa 10, apesar do número 17 nas costas. Prazer, esse é Emanuel Biancucchi. Ele reservou sua atuação de gala para o maior público do Bahia na temporada, com quase 37 mil pagantes, que podia passar de 40 mil caso houvesse mais ingressos à venda.

Léo Moura tenta acompanhar Emanuel, mas não consegue. Iluminado, o argentino resolveu jogar e fez os seus dois primeiros gols pelo Bahia

Mas esquece isso! Foco total no irmão de Maxi, coadjuvante na ocasião. Em 22 jogos de altos e baixos pelo Bahia, Emanuel, que chegou ao clube como contra-peso da contratação do então badalado Maxi, jamais mostrou instinto decisivo. A sua era mais tocar a bola, tentar um drible aguçado ou arriscar uma infiltração perfeita. Esse passado mudou com 17 minutos de jogo contra o Flamengo, jogo em que ele recuperou a titularidade de Marcos Aurélio.

Flamengo chegando ao Rio de Janeiro

Quando Henrique saiu da posição de definidor para ajudar na construção, Emanuel também inverteu o seu papel. Foi para o miolo da área e aguardou a redonda chegar. E ela veio desfilando pelo tapete da Fonte. A marcação já chegava e o gol só sairia com um único toque. Ela caiu justo na direita, que de cega, não tem nada. Chute certeiro, no canto.

O argentino saiu pra galera feliz e realizado com o feito. Mais leve, deu a cadência que a equipe carecia no meio. Tocou, driblou e ganhou moral. E para não dizer que o cara é meia de um gol só, ele também resolveu fazer sua estreia no gol do Dique. Railan sofreu o pênalti e ele pediu a bola. Pegador já famoso, o goleiro Paulo Victor viu que aqui não ia dar para ele.

Emanuel bateu convicto e alto na esquerda: 2×0. Naquela altura, ele só não seria consagrado como o cara do jogo caso o Bahia desse um cochilo daqueles. Mas o time só deu uma vacilada fatal no gol de Eduardo Silva. Os minutos passaram e, merecidamente, Emanuel teve a melhor das suas tardes em Salvador até então. Agora, se não for pedir demais, mantém essa pegada aí, garoto!

E a bola caiu justo na direita, que de cega, não tem nada. Chute certeiro, no canto. Os minutos passaram e, merecidamente, Emanuel teve a melhor das suas tardes em Salvador

Comentários
Carregando...