Bahia mudará para Cidade Tricolor no segundo semestre

Bahia mudará para Cidade Tricolor no segundo semestre

Novo centro de treinamento do clube teve a primeira fase das obras concluídas

Enquanto espera pelo retorno do Campeonato Brasileiro, que deu uma pausa por causa da Copa das Confederações, o Bahia aproveitou a tarde desta quinta-feira, 13, para apresentar à imprensa a estrutura da Cidade Tricolor, seu futuro centro de treinamentos, localizado no município de Dias D'Ávila, a 60 km de Salvador.

De acordo com o presidente Marcelo Guimarães Filho, o empreendimento deverá ficar pronto somente no final deste ano, mas a mudança do clube se dará de forma gradual já a partir do segundo semestre.

"Até o final de junho a OAS entrega a obra ao Bahia. Mas, como tem várias coisas pendentes, a mudança será feita gradualmente. Até o final do ano completaremos a mudança", disse Marcelo Filho.

Bahia apresenta a Cidade Tricolor, novo centro de treinamento do clube

O terreno onde fica a Cidade Tricolor tem uma área de 350 mil m², mas somente 100 mil m² foram utilizados na construção do novo CT. No espaço restante, o mandatário tricolor sugere que as futuras administrações do clube possam construir um estádio particular

"Fui assistir à final da Champions (Liga dos Campeões) na Allianz Arena, no ano passado. Era um local fora da cidade. Os grandes clubes do mundo estão tendo essa iniciativa. Salvador está crescendo para o lado de cá (região de Dias D'Ávila). Por que, então, quem vier a dar continuidade ao meu trabalho não deverá pensar em construir um estádio aqui?", indagou.

Apesar da projeção, MGF tratou de elogiar a estrutura da Arena Fonte Nova, onde o Bahia passou a mandar os seus jogos em 2013, e reafirmou que a construção de um novo estádio seria um projeto para o futuro.

"Não que a gente queira sair amanhã. A Fonte Nova nos atende muito bem. Ela é a nossa casa. Isso é só um planejamento para o futuro, para daqui a 15 ou 20 anos", finalizou.

Idealizada em 2010, a Cidade Tricolor foi construída em parceria com a OAS Empreendimentos. Em troca, a construtora ficará com o Fazendão. O CT foi uma das promessas de campanha do presidente Marcelo Guimarães Filho.

Fonte: Lucas Cunha – A Tarde

Fotos: Adilton Venegeroles – Ag. A TARDE