Bahia pega a Sel. Brasileira na final

Bahia vence o clássico e enfrenta a seleção brasileira na final da Copa 2 de Julho

Foto_Marcela Assis_Ascom/Sudesb

A Copa 2 de Julho de futebol sub-17 terá, pela primeira vez, o Bahia na final.  Nesta quinta-feira (11/7), no estádio municipal de Dias D’Ávila, o tricolor venceu o Vitória, de virada, por 2 a 1 e garantiu classificação para a decisão, que acontecerá neste sábado, às 17h, no estádio municipal de Lauro de Freitas. O tricolor irá enfrentar a seleção brasileira, que passou pelo Paysandu/PA, vencendo por 3 a 1.

Como já era esperado, o Ba-Vi foi marcado pelo equilíbrio entre as equipes. O Bahia, com 100% de aproveitamento, poderia até empatar que se classificava, mas venceu por 2 a 1 com gols de Gabriel e Paulo Henrique. “Graças a Deus conseguimos vencer a partida. Estamos trabalhando muito e o resultado foi dentro do campo”, disse Paulo Henrique.

O jogo – O Vitória abriu o placar logo aos 15 minutos. Após cruzamento da direita, o meia Jordi, livre de marcação, empurrou para o gol. Afobado em campo, o Bahia partiu para o ataque de forma desorganizada, mas, de tanto insistir, o tricolor chegou ao empate. O lateral – direito do Vitória Alef, ex-jogador do esquadrão, cometeu pênalti, o camisa 10, Gabriel, destaque do Bahia, converteu.

O segundo tempo começou e o equilíbrio permaneceu. Para o rubro-negro o empate não servia. Mais leve em campo, o Vitória tentava o segundo tento sempre com duas das principais revelações da competição, os meias Joílson e Lenik. Aos 35 do segundo tempo, a história mudou. Em contra-ataque rápido, o atacante Paulo Henrique fez ótima jogada na linha de fundo e cruzou, o goleiro foi na bola, mas botou para dentro.  O Bahia venceu por 2 a 1 e vai tentar o primeiro título na competição.

Brasil x Paysandu

Na outra semifinal, em Dias D’Ávila, a seleção brasileira levou a melhor e venceu por 4 a 1, de virada, o Paysandu chegando à final pela terceira vez na Copa 2 de Julho. A seleção brasileira, que já tinha a vantagem do empate, por ter a melhor campanha da competição, saiu perdendo com o gol do atacante Caio que chutou cruzado, na entrada da área, sem chances para o goleiro.  O gol, no entanto, não assustou a equipe canarinho. Aos 15 minutos, a seleção tratou de acabar com a festa do adversário e, de pênalti, empatou a partida.

Na segunda etapa o Brasil foi soberano em campo. Sem dar chances para o Paysandu, a seleção fez mais três gols, mostrando que é forte candidata ao título.

A competição

Se houvesse vantagem na final, esta seria da seleção brasileira, que fez mais gols que o esquadrão, mas na decisão as equipes entram em campo em igualdade de condições. Caso haja empate, haverá prorrogação e pênaltis.

Além dos finalistas, Bahia e Brasil, esta sétima edição da Copa 2 de Julho contou com grandes atrações do País, como Vitória, CRB/AL, Paysandu e Náutico.

A Copa 2 de Julho é realizada pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia – Sudesb, e busca promover a inclusão social, através do esporte, com a geração de talento e do primeiro emprego para muitos garotos, além de proporcionar à população baiana a oportunidade de acompanhar partidas de alto nível técnico.

Esta é a sétima edição da competição, que é uma das maiores da categoria no País. O Internacional venceu as duas primeiras, passando por Cruzeiro e Atlético Paranaense nas decisões, a Seleção Brasileira chegou ao título de mais duas, passando por Portuguesa e São Paulo, e o Vitória superou o Cruzeiro, em 2011.


Tabela interativa da Série A com atualização online

http://uniaotricolorba.com.br/tabelaseriea.asp


Fonte e imagem: Blog Copa 2 de Julho / AsCom