Bahia precisa recolher FGTS

Bahia precisa recolher FGTS para não perder mais jogadores da base

O Bahia terá que ‘se virar nos 30’ para regularizar o recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de todos os atletas das divisões de base. O intuito do Tricolor é não perder jogadores na Justiça, como aconteceu com o lateral-direito Alef e o zagueiro Maracás, na semana passada. Denúncias apontam que o clube não recolhe o FGTS dos jovens desde o ano passado.

Através da assessoria de imprensa, o Bahia revelou que tem tomado atitudes, como ações na Justiça do Trabalho, para preservar os jogadores da base. O problema é que, se existir o débito e o jogador tiver dado entrada em uma ação pedindo a liberação pela falta de pagamento do FGTS, mesmo que o clube pague o tributo, perderá os direitos federativos do atleta.

Alef e Maracás já estão livres e podem pintar a qualquer momento em clubes do futebol brasileiro, inclusive no Vitória. O atacante Ítalo Melo e o volante Guilherme podem seguir o mesmo caminho. O clube chegou a entrar com um recurso e alegou que fez o recolhimento do FGTS, mas a Justiça do Trabalho deu parecer favorável aos jogadores, que estão livres para assinar contrato com outros times.

Especulações apontam que os jogadores do elenco profissional, Madson e Anderson Talisca, oriundos das divisões de base, também estariam com atraso no recolhimento do FGTS.

Fonte: Redação Galáticos Online

Foto: Site Rodrigo Vianna