Brasil 4 x 2 Itália

Com show da torcida baiana, Brasil goleia Itália na Arena Fonte Nova

Assim como em Brasília e Fortaleza, quando bateu Japão e México, respectivamente, a seleção brasileira não poderia fazer diferente na Arena Fonte Nova, em Salvador. O triunfo de 4 x 2 sobre a poderosa Itália, na capital baiana, pela Copa das Confederações, nesta tarde de sábado, foi mais uma demonstração da evolução canarinha na competição.

E, mais uma vez, a torcida baiana, que lotou as dependências do estádio, demonstrou sua força, empurrando os comandados de Luiz Felipe Scolari do início ao fim do confronto, válido pela terceira rodada da fase de classificação da competição.

Com este resultado – o terceiro triunfo em três jogos – o Brasil terminou em primeiro nesta etapa da disputa e vai esperar o segundo colocado do grupo B – Espanha, Nigéria ou Uruguai.

Os brasileiros fazem a primeira partida da semifinal na quarta-feira, dia 26, às 16h, no Mineirão.

Brasil pressiona e Dante marca no final da etapa incial

Empurrado pela torcida baiana, a seleção brasileira procurou pressionar desde os primeiros minutos de partida. E em um lance de troca de passes entre Fred e Neymar, o camisa 9 colocou o jogador do Barcelona na cara do gol, mas na hora do chute o garoto foi travado.

Na sequência desta jogada, aos dois minutos, Hulk entrou na área após receber passe na esquerda e chegou batendo com força, obrigando Buffon a realizar sua primeira intervenção no confronto.

A pressão brasileira continuou e aos 19 outra chance foi desperdiçada. Depois de excelente jogada individual de Marcelo pela esquerda, a bola sobrou para Fred, que tentou ajeitar para o chute, mas foi interceptado antes de concluir.

Melhor em campo e explorando os lados do campo, o Brasil voltou a assustar aos 23. Fred resolveu sair um pouco das suas características e deu um lindo passe de calcanhar para Neymar, que finalizou de perna esquerda para fora, bem longe da trave de Buffon.

E depois de tanto pressionar, o Brasil conseguiu abrir o marcador aos 46, no apagar das luzes. Após cruzamento na área de Neymar, Fred tentou cabecear e a bola sobrou para o zagueiro baiano Dante, que havia entrado no lugar do conterrâneo David Luiz. O defensor só fez bater para o fundo das redes para a festa na Arena Fonte Nova.

Gols e muita polêmica marcam etapa final

Assim como na etapa inicial, o Brasil começou o segundo tempo com muita disposição e pressionando os italianos. E logo no primeiro minuto, Oscar tabelou com Fred e bateu fraco, para a defesa de Buffon.

Mas, após vacilar em seu lado esquerdo, a seleção brasileira deu espaços aos italianos, que chegaram ao empate aos cinco minutos. Depois de lançamento de Buffon, Maggio desviou para Balotelli, que deu um lindo passe de calcanhar para Giaccherini, que entrou na área e soltou a bomba, no canto direito de Júlio César.

Só que aos nove o Brasil tratou de dar o troco. Em cobrança de falta, na entrada da área, o craque Neymar colocou a bola no ângulo de Buffon, levantando, mais uma vez, a torcida baiana na arena. 

Sem muitos espaços, a Itália tentou chegar ao gol de Júlio César em jogadas de bolas paradas. Aos 15, Balotelli arriscou em falta da intermediária, obrigando o arqueiro brasileiro a fazer uma grande defesa.

Contudo, sempre presente nos momentos decisivos, Fred tratou de jogar um balde de água fria nos italianos. Aos 21, o centroavante recebeu lançamento de Marcelo, entrou na área depois de muita briga com o zagueiro italiano, e bateu para o fundo das redes de Buffon, marcando seu primeiro gol na competição.

E em um lance bastante polêmico, aos 26, os italianos diminuíram. Depois da cobrança de escanteio da direita, Balotelli foi puxado e o juiz Ravshan Irmatov marcou o pênalti. Contudo, o Chiellini chutou para o gol, validado pelo uzbeque, causando revolta brasileira.

E para fechar com chave de ouro, Fred colocou números finais no duelo. Após chute de Marcelo, Buffon deu rebote nos pés do centroavante, que colocou par ao fundo das redes.

FICHA TÉCNICA

Copa das Confederações

Brasil 4 x 2 Itália

Data: sábado, 23 de junho de 2013

Local: Estádio da Fonte Nova, Salvador (BA)

Árbitro: Ravshan Irmatov (UZB)

Auxiliares: Abdukhamidullo Rasulov (UZB) e Bakhadyr Kochakarov (QUI)

Cartões amarelos: David Luiz, Neymar, Luiz Gustavo (Brasil) / Marchisio (Itália)

Gols: Dante, Neymar e Fred (2x) (Brasil) / Giaccherini e Chiellini (Itália)

Brasil: Júlio César, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz (Dante) e Marcelo; Luiz Gustavo, Hernanes e Oscar; Hulk (Fernando), Neymar (Bernard) e Fred. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Itália: Buffon, Abate (Maggio), Bonucci, Chiellini e De Sciglio; Candreva, Aquilani, Montolivo (Giaccherini) e Marchisio; Diamanti (El Shaarawy) e Balotelli. Técnico: Cesare Prandelli.

Fonte: Maurício Naiberg – Bahia Notícias

Foto: Portal Bragança – Divulgação Bayern