Cristóvão pede trégua e convoca torcida do Bahia

Cristóvão pede trégua e convoca torcida do Bahia


Cristóvão Borges chegou ao Bahia naquela que pode ser uma das maiores crises técnicas já vista no Fazendão. Foram três competições e três vergonhosas campanhas, incluindo o vice-campeonato estadual. Primeiro semestre recheado de lamentações.

Logo no primeiro jogo como treinador do Bahia, em Salvador, Cristóvão Borges não contou com apoio da torcida. O movimento ‘Público Zero’, criado pela torcida com intuito de deixar o estádio vazio, foi um sucesso. Menos de mil pagantes no empate sem gols contra o Coritiba.

Na segunda partida como mandante, sem Pituaçu e Arena Fonte Nova, entregues à Fifa para Copa das Confederações, o tricolor atuou em Aracaju. Mais uma vez sem o apoio da torcida. Desta vez, contra o Corinthians, o treinador espera reencontrar os tricolores.

– No começo, quando cheguei, eu não falaria isso porque sabia da insatisfação do torcedor. Mas, o que esses jogadores estão fazendo foi capaz de mudar a situação. Não tenho dúvida que eles irão ao estádio e nos apoiarão. Precisamos muito do nosso torcedor – declarou.

Não será a primeira vez de Cristóvão Borges na Fonte Nova. Revelado no Bahia, o ex-jogador conquistou dois títulos estaduais no estádio e, mais de trinta anos depois, não esconde a emoção de retornar ao palco de muitas alegrias.

– Estádio maravilhoso, lindo. Muito bom estar de volta aqui (Fonte Nova). Ficou uma maravilha. Modernidade e tecnologia – elogiou.

Tabela interativa da Série A: http://uniaotricolorba.com.br/tabelaseriea.asp


Fonte: Felipe Santana – Bahia Notícias

Foto: ECB