Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

‘Diegagnoli Macedo’: o meia que faltava?

0

Diego Macedo retorna como meia após ser afastado do Bahia

Gilson Klein: 'O Diego (foto) já fez essa postura no Corinthians, jogando na segunda linha'

No auge da crise do Bahia, o lateral-direito Diego Macedo acabou afastado por, supostamente, ter reclamado da falta de chances na equipe. Domingo, 31, menos de um mês depois, o mesmo jogador, agora como meia, pode ser a chave para o Tricolor vencer o Grêmio, em Porto Alegre.

No dia 5 de agosto, o Bahia anunciou o afastamento de Diego. Segundo um grupo de jornalistas que estava no Fazendão, o jogador teria saído do treino daquela tarde irritado por não ter sido utilizado no coletivo pelo então interino Charles Fabian. "Isso aqui está uma merda. Vou pedir para sair", teria dito ele à imprensa. Uma semana depois, o atleta pediu desculpas ao grupo e foi reintegrado, mas só voltou a ser escalado com Gilson Kleina.

O 'novo' Diego apareceu pela primeira vez no último domingo, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Acostumado a jogar como lateral nos tempos de Marquinhos Santos, ele entrou em campo mais avançado, como um meia pela direita. O placar não saiu do 0 a 0, mas sua atuação agradou Kleina. "O Diego já fez essa postura no Corinthians, jogando na segunda linha, vindo um pouquinho mais por dentro e também pelo corredor. Mas dá para ver que precisa de sequência", disse.

De fato, a função não é novidade para o jogador. Nos tempos de Timão, ele fez cinco partidas sob o comando de Tite, três como meia-direita. Reflexo do começo da sua carreira. "Eu comecei no Rio Branco-SP como atacante. Um dia o treinador me pediu para jogar de lateral, e nessa partida tinha um olheiro que me levou para o Bragantino nessa posição", disse. No time de Bragança, onde disputou quatro temporadas, voltou a jogar mais avançado, e chegou a marcar 15 gols.

Kleina decidiu insistir e dar sequência à aposta. A consagração do novo estilo de Diego veio na última quarta-feira, quando o Tricolor venceu o Internacional na própria Porto Alegre da partida de amanhã. Fora a atuação novamente elogiada por Kleina, o 'meia' marcou o seu primeiro gol com a camisa da equipe, o segundo do Bahia na partida, após passe de Henrique.

Domingo, 31, Gilson tende a repetir a formação contra o Inter. Diego, no entanto, deve ter novos companheiros. Rhayner e Kieza, este último recuperado de dores, deve voltar ao ataque.

Comentários