Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Apesar de eliminação, discurso de Enderson e jogadores mostra Bahia fortalecido

Tricolor foi eliminado da Copa Sul-Americana pelo Atlético-PR, mas mostrou bom futebol e fez com que o elenco acreditasse em um bom final de temporada

Enderson Moreira comanda treino do Bahia no Fazendão (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)

Na última quarta-feira (31), o Bahia foi eliminado da Copa Sul-Americana nas quartas de final pelo Atlético-PR. Isto poderia ter abalado a confiança da equipe para o final da temporada, mas não é o que parece ter acontecido. Mesmo mostrando frustração por sair da competição, os discursos dos jogadores e do técnico Enderson Moreira mostraram a satisfação pelo bom desempenho do Tricolor nos dois jogos do confronto. Este clima pode fortalecer o ambiente para as últimas rodadas do Campeonato Brasileiro.

No confronto contra o Atlético-PR, o Bahia acabou perdendo o jogo de ida, na Arena Fonte Nova, por 1 a 0. Mas a opinião geral é de que o time teve uma melhor atuação que o adversário. Além disso, o Tricolor teve dois gols anulados de forma polêmica pelo árbitro de vídeo, o que causou queixas por parte do toda a comissão técnica e diretoria do clube.

Porém, o Tricolor reagiu e venceu o jogo decisivo, na Arena da Baixada, pelo mesmo placar de 1 a 0. Com isso, a decisão foi para os pênaltis e o Bahia acabou sendo derrotado. Mais uma vez a equipe saiu na bronca com a arbitragem após ter tido um gol anulado, por conta de uma falta cometida por Zé Rafael.

O triunfo na Arena da Baixada, apesar da derrota nos pênaltis, deu moral ao Bahia, já que o Atlético-PR não perdia em casa há 13 partidas e é o terceiro melhor mandante do Campeonato Brasileiro.

Além disso, o Bahia mostrou uma melhora fora dos seus domínios. No Campeonato Brasileiro, o Tricolor é apenas o 12º melhor visitante, com apenas dois triunfos em 16 jogos. Porém, nos últimos três jogos fora de Salvador (dois pelo Brasileiro e um pela Sul-Americana), foram dois triunfos e apenas uma derrota. O técnico Enderosn Moreira mostrou o seu orgulho com a fase atual da equipe:

Eu tenho tanto orgulho deles, cara… Mas é tão orgulhoso… Eu tenho falado com eles. Eu tenho mais falado do que treinado. Eu falo para eles, e eles conseguem fazer, cara. Eu fico espantado com a dedicação deles. Muito me orgulho e espero que o torcedor reconheça isso. Não foi fácil; a gente veio para quebrar um momento especial do Atlético-PR e a gente tem que valorizar isso. Poderíamos ter saído classificados e seria merecido, mas a gente entende que é aquela sorte de campeão. Aquele negócio de fazermos quatro gols e apenas um ser validado.

Após a eliminação, o volante Flávio também mostrou que está com a cabeça erguida:

Infelizmente, a gente acabou pecando ali nas cobranças de pênalti. Não tem que ficar lamentando. É frisar o bom jogo que a gente fez, pressionando a equipe do Atlético-PR aqui na casa deles. Conquistamos nosso primeiro objetivo, que era o triunfo. Conseguimos. Levamos a partida para os pênaltis. Infelizmente, acabamos não tendo sucesso ali. Mas a gente sai fortalecido daqui. Sabe que a gente fez um grande jogo, uma grande partida. Fica o gostinho de que dava, infelizmente. Mas é dar sequência e se preparar, porque domingo já tem uma batalha em Salvador, que a gente tem que vencer de qualquer jeito.

O pensamento positivo é generalizado na equipe. O atacante Edigar Junio projetou as últimas rodadas do Campeonato Brasileiro:

A gente surpreendeu muita gente. Uma equipe que foi muito aguerrida, lutou do começo ao fim. Pênalti é consequência. Não demos sorte ali nas batidas, mas faz parte. A gente segue de cabeça erguida e com mais força para o Campeonato Brasileiro

Vai brigar para não cair?

Agora o Bahia volta seu olhar somente para o Campeonato Brasileiro, onde busca fugir da ameaça de rebaixamento o mais rápido possível. O Tricolor é o 12º colocado, com 37 pontos, oito abaixo dos 45, considerado o número mágico para escapar do rebaixamento.

Faltam sete rodadas para o fim do campeonato e o Bahia faz quatro jogos em casa (Chapecoense, Ceará, Fluminense e Cruzeiro). Com isso, a equipe mostra ter condições para conseguir se manter na elite do futebol nacional.

Se garantir a permanência nas próximas rodadas, o Tricolor ainda tentará alcançar objetivos maiores no Campeonato Brasileiro. A equipe está dentro da zona de classificação para a Copa Sul-Americana e 11 pontos atrás do Atlético-MG, que abre a zona de classificação para a Libertadores. A vaga ainda está distante, mas o discurso dos atletas mostra otimismo para que a equipe mude de patamar.

Comentários
Carregando...