Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Em alta, Barbio ‘Marley’ quer quebrar o rótulo de jogador de 2º tempo

1

Em fase iluminada, Barbio vira Marley e já pensa até em virar titular

Em paz com as boas atuações com a camisa do Bahia, o próximo desafio é quebrar o rótulo de jogador de segundo tempo

Foi muito rápido. Do nada, surgiu o gol e, logo depois, o apelido. O cabeludo William Barbio precisou de apenas 12 segundos em campo para cravar o 2×0 sobre os peruanos do César Vallejo, na Fonte Nova, pela Copa Sul-Americana, e virar Barbio Marley.

Assim o ex-renegado atacante passou a ser chamado pelos empolgados tricolores nas redes sociais. "Eu soube. Levo na brincadeira, na esportiva. Sou do samba, mas já escutei muito reggae na infância por causa de um primo meu. Eu era quase obrigado a escutar", brincou o atacante, sobrinho do sambista Neguinho da Beija-Flor, mas que cria a cabeleira estilo reggae desde a base do Nova Iguaçu-RJ.

De fato, ‘Bob’ não tem motivos para se chatear com nada. Até então criticado, ele virou o talismã tricolor nos últimos dez dias. Depois de incendiar e ser decisivo na vitória por 1×0 sobre o Sport pelo Brasileirão, dia 24, mostrou na última quarta, pela Sul-Americana, que pode mesmo mudar a cara do jogo.

"Ele (Gilson Kleina) falou para entrar e incendiar o jogo. Eu acreditava que ia fazer um gol, mas não tão rápido (risos)", relembrou ele, que aproveitou a sobra de bola no miolo da área para ampliar a vantagem sobre o Vallejo – na volta, em Trujillo, dia 15, o tricolor pode até perder por um 1×0 que se garante nas quartas.

Em paz com as boas atuações, o próximo desafio é quebrar o rótulo de jogador de segundo tempo. "Muita gente fala isso, mas não me coloco nessas opiniões. Todo jogador quer jogar de titular. Quero tirar esse rótulo sobre meu futebol. Se o professor precisar no segundo tempo, vou estar bem preparado, mas quero mostrar que posso jogar de primeira", diz Barbio, com 41 jogos e quatro gols pelo clube.

Brasileiro – E a tão esperada chance para iniciar uma partida pode acontecer amanhã, quando o Esquadrão enfrenta o Fluminense, às 16h20, no Mané Garrincha, em Brasília. Isso porque Rafinha, com dores musculares, não treinou ontem e está praticamente vetado do confronto.

"Tô trabalhando tranquilo. Minha cabeça tá boa. Independente se o escolhido for eu ou Maxi, o Bahia terá muita vontade em campo", revelou o Bob Marley tricolor, que no próximo dia 21 de outubro completa 22 anos.

Para a partida em Brasília, onde o Bahia tentará embalar a quarta vitória seguida – terceira no Brasileiro, Gilson Kleina contará com quatro titulares poupados contra o César Vallejo: Lucas Fonseca, Rafael Miranda, Guilherme Santos e Uelliton. Com 29 pontos, o Bahia tem a terceira melhor campanha do returno, com 12 pontos (66,6%). Um triunfo sobre o Fluminense pode fazer o time dar um importante salto na tabela.

Comentários
Carregando...