Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Especialista decifra a mensagem dada por Vagner Mancini

Todo mundo já imaginava do que se tratava, agora temos certeza

Vagner Mancini passa orientação a Ramon durante o Ba-Vi (Foto: Reprodução)
655

Cedo ou tarde encontraríamos um ângulo favoravel que iria desvendar esse misterio pouco misterioso assim. A intenção era clara, desde que os jogadores se reuniram no centro do campo, após as expulsões, os jogadores já sabiam que poderiam receber a ordem para “desistir do jogo”. Com a ajuda de um especialista em libras, a mensagem que Vagner Mancini entregou ao zagueiro do Vitória Ramon foi decodificada, mesmo com a intenção de esconder com as mãos (prática que deveria ser motivo de vergonha), foi possivel entender toda a frase:

– Pede o Bruno, pode tomar o segundo amarelo – afirmou.

O resto nós já sabemos, já vimos e já sabíamos. Ramon foi até o Goleiro Fernando Miguel, que estava fazendo cera no chão. Ele se levantou e falou algo na direção do árbitro Jailson Macedo Freitas, que ignorou. Bruno bispo que estava de prontidão, recebe um sinal, acena positivamente com a cabeça e vai em direção a Allione, que estava pronto para fazer a cobrança da falta.

O jogador recem promivido para o time profissional, foi claramente usado para fazer o trabalho sujo. Ele ignora o pedido do árbitro para liberar o espaço para a cobrança da falta, pior, ele parte em direção do árbitro com as mãos levantadas, provocando, quase que pedindo o segundo cartão amarelo. Após chutar a bola, Neilton e Bryan, que são jogadores do Vitória, vão em direção de Jaílson e conversam algo com ele. O árbitro, claramente triste com a situação, teve que cumprir a regra, expulsando o menino Bruno Bispo.

Vagner Mancini negou que tenha dado a ordem para que que Bruno provocasse o segundo cartão amarelo, forçando o término da partida.

– A decisão é de quem está dentro de campo. Se ele forçou o cartão foi porque o Bahia teve 12 minutos com um homem a mais. O Bahia poderia ter feito o gol nesses minutos. Estamos focando em cima de uma suposição. Quem tem prova disso? [Que o cartão foi forçado] É uma acusação muito grave em cima de pessoas do bem, de caráter, profissionais que estão aqui. Quem tiver a prova, que apresente. Acho que o foco não deve ser esse – disse.

O árbitro Jaílson Macedo teve que encerrar a partida quando o placar marcava 1 a 1. É possível que o Esquadrão de Aço seja declarado o vencedor, porém, lamentavelmente a Federação Bahiana de Futebol ainda não se pronunciaou pelo ocorrido, pelo contrário, disse que vai enviar a responsabilidade para a TJD-BA.

Comentários
Carregando...