Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

F1: Alonso e Massa pedem testes com cockpit fechado

1

Alonso e Massa pedem testes com cockpit fechado na Fórmula 1

O acidente do francês Jules Bianchi no Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1 levantou a possibilidade de mudanças na categoria para aumentar a segurança dos pilotos. O espanhol Fernando Alonso e o brasileiro Felipe Massa acreditam que carros com cockipits fechados devem ser, ao menos, testados.

A ideia de proteger os pilotos com para-brisas não é nova na Fórmula 1, mas tem sido descartada nos últimos anos. De acordo com a revista britânica Autosport, a categoria não levou à frente pesquisas para implementar carros fechados porque as equipes teriam achado a solução feia.

“Eu tenho a tendência a dizer que deveríamos pelo menos tentar ou testar esta ideia”, disse Alonso. “Estamos em 2014, temos a tecnologia, os aviões e muitos outros exemplos de sucesso. Então por que não pensar sobre isso?”, questionou o bicampeão do Mundial de Fórmula 1.

Fernando Alonso quer que Fórmula 1 pense sobre adotar cockpits fechados em seus carros

O brasileiro Felipe Massa reforçou o discurso do espanhol, seu ex-companheiro de equipe na Ferrari. O paulista sofreu um grave acidente durante o treino classificatório para o GP da Hungria de 2009, em que uma mola se soltou do carro de Rubens Barrichello e voou em alta velocidade em sua cabeça. Ele sofreu concussão cerebral e uma lesão óssea por causa do corte de aproximadamente 8cm acima do supercílio do olho esquerdo.

“Concordo com Fernando, seria interessante tentar trabalhar com essa possibilidade. Com certeza para meu acidente, teria sido perfeito. Para o de Jules, não tenho certeza”, afirmou Massa, que em 2009 passou por cirurgia e um longo processo de recuperação após o acidente.

A possibilidade de mudança não é unânime entre os pilotos da Fórmula 1. Sebastian Vettel e Jenson Button, por exemplo, mostraram-se cautelosos ao abordar o assunto durante a coletiva de imprensa do Grande Prêmio da Rússia, nesta quinta-feira, em Sochi.

“É uma mistura de sentimentos. Desde o começo da F-1, os carros são abertos e é uma das coisas especiais. Por outro lado, como Fernando falou, há muitas razões para pensar sobre isso para o futuro”, analisou Vettel.

Comentários
Carregando...