Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Gregore diz que Bahia deixou ameaça de Z-4 para trás e precisa pensar em Libertadores

Na 11ª posição do Brasileiro, Tricolor tem 2% de risco de rebaixamento e cerca de 2% de chances de classificação para a Libertadores

Gregore concede entrevista coletiva (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)

Nesta terça-feira (13), o volante Gregore concedeu entrevista coletiva no Fazendão. O jogador falou sobre a situação do Bahia no Campeonato Brasileiro. O Tricolor está 11ª colocação, com 41 pontos, e tem apenas 2% de risco de rebaixamento, de acordo com o matemático Tristão Garcia, do site Infobola.

Com o risco de rebaixamento apenas matemático, o Bahia pode já mirar outros objetivos na competição. Se chegar aos 50 pontos, o Tricolor praticamente se garante na Copa Sul-Americana. Além disso, a equipe ainda tem cerca de 2% de chances de classificação para Libertadores. Por mais que seja uma meta difícil de alcançar (precisa vencer seus cinco jogos e secar Atlético-PR, Fluminense e Santos), Gregore quer o Bahia pensando lá em cima neste final de competição:

Acho que, se não me engano, temos 2% de chance de Libertadores. Estamos focados nisso. Esse 1% que a gente tem do rebaixamento a gente não procura olhar muito. Pelo que o grupo vem trabalhando, o que é cobrado para fazer, temos que nos preocupar com Libertadores, pensando em chegar perto dos adversários lá em cima, o Santos, Atlético-PR e o Cruzeiro.

Gregore foi o primeiro atleta a romper a barreira dos 100 desarmes certos neste Campeonato Brasileiro. Maior ladrão de bola da competição, com 102 desarmes, o volante diz que esta marca é importante porque ajuda a equipe:

Vi um pessoal que estava me marcando pelas redes sociais, fiquei bastante feliz pela marca. Mas não fico preocupado com marca individual. Se não fosse o grupo também não teria conseguido isso. Mas isso vem ajudando a equipe. Agradecer a Deus por me dar saúde todos os dias para fazer o que mais amo.

Gregore chegou ao Bahia em janeiro e era praticamente desconhecido pela torcida, já que vinha do sub-23 do Santos e não tinha experiência em equipes profissionais. Agora, o volante tem 59 jogos na temporada pelo Tricolor e é titular absoluto do técnico Enderson Moreira:

Estava até falando para o pessoal. Cheguei e vi Nilton, Elton, Flávio e Edson. Na minha cabeça eu iria brigar por posição. Mas aqui fui bem recebido, o pessoal me deu confiança. Quando a oportunidade veio, eu estava preparado e fiz uma temporada boa.

Gregore deverá ser titular do Bahia nesta quarta-feira (14), quando o Tricolor enfrenta o Ceará, às 20h (horário de Salvador), na Arena Fonte Nova:

Vai ser um jogo interessante porque são duas equipes que jogam bastante. Antes do Lisca também, o Ceará é uma equipe muito qualificada, competitiva, enfrentamos outras vezes. Temos que estar preparados para qualquer adversidade para buscar o triunfo.

Confira o que Gregore declarou em entrevista coletiva

Gilberto
– A gente não sabe ainda. Gilberto estava treinando essa semana. Vamos participar das atividades e ver o que o professor vai fazer. Edigar, Brumado e Gilberto são importantes. Eles têm que entrar e fazer o papel deles. A presença do Gilberto é importante porque chegou fazendo gols. Mas os três que estão ali são qualificados.

Ramires muda característica?
– Depois da chegada do professor Enderson ele vem me dando mais liberdade para criar jogadas. Ramires está jogando bem e ajudando também no processo de criação.

Corpo preparado para sequência
– Nosso corpo está preparado. Nossa profissão, os profissionais que estão aqui cuidam da gente da melhor maneira, preocupação enorme para não ter lesão. Temos que estar preparados, cabeça forte.

Comentários
Carregando...