Manifestantes prometem caçar Ronaldo, Marin e Pelé em Salvador.

Manifestantes prometem caçar Ronaldo, Marin e Pelé em Salvador

1reproducao13 1024x580 Esportes
Salvador…

Manifestantes já preparam um novo protesto para sábado.

Querem repetir Brasília e Fortaleza.

Prometem cercar a Fonte Nova e criticar os gastos com a Copa.

Além de exigir custo zero para os transportes públicos.

Ao mesmo tempo em que começaram as manifestações houve uma debandada.

Aqueles que posavam de símbolo do Mundial desapareceram dos locais públicos.

Quando aparecem estão cercados de seguranças.

É o caso do trio Pelé, Ronaldo e Marin.

O sentimento dos três é o mesmo: medo da reação popular.

A começar por Ronaldo.

Ele tem vários contratos publicitários envolvendo a Copa como pano de fundo.

Ganha muito dinheiro com o Mundial confirmado para o Brasil.

Mas percebeu que a rejeição a ele cresce de forma impressionante.

E trata de se proteger.

Desde que começou a comentar na Rede Globo é o que melhor faz.

Sempre escoltado, vai e sai dos estádios com todo cuidado.

Tem ouvido alguns palavrões, mas se finge de morto.

Que não é com ele.

O membro do Comitê Local Organizador do Mundial perdeu o prestígio.

Antes toda vez que aparecia em jogos era cercado.

Tinha de dar infinitos autógrafos.

As pessoas realmente o reverenciam como extraordinário jogador que foi.

Só que ninguém perdoa suas palavras equivocadas.

Faz mais de um ano, mas a bobagem é profunda.

"Uma Copa se faz com estádios e não com hospitais."

5reproducao2 Esportes

Essa foi a infeliz frase.

Se tornou persona non grata nas redes sociais.

Justo ele que se vangloriava de ter milhões de seguidores no twitter.

Inúmeros deles se voltaram contra Ronaldo o ofendendo.

Lembram que a situação constrangedora que se envolveu.

Dono da empresa 9ine, ele tem Neymar e Lucas como clientes.

Como ele pode comentar sobre os dois nos jogos do Brasil?

Sua isenção é questionada.

Além do fato dele ser membro do Comitê Organizador Local da Copa.

Ele é um dos responsáveis pelo mundial.

Como criticaria algo que ele organizou?

O respeito e a reverência foram embora.

Pelé se mostrou ainda mais manipulável.

Sem a menor compreensão do movimento social.

Nem quis saber de entender as queixas.

Para ele tudo não passava de mera confusão.

"Vamos esquecer toda essa confusão que está acontecendo no Brasil,

E pensar que a seleção brasileira é o nosso país, é o nosso sangue.

Não vamos vaiar a seleção.

Vamos apoiar até o final."

A reação foi pesada.

Muitas queixas e ameaças dos torcedores.

Pelé sabe que precisa ir aos estádios.

Não foi na inauguração da Copa das Confederações em Brasilia.

Estava ganhando dinheiro, gravando mais uma propaganda.

Sentindo a ferocidade das ameaças, Pelé decidiu voltar atrás.

Foi dramático.

Usou seu twitter.

"Eu sempre lutei contra a corrupção.

No meu milésimo gol, eu falei sobre a importância da educação de nossas crianças.

Por favor, não me entendam mal.

Eu sou 100% a favor deste movimento pela justiça no Brasil."

Sua declaração foi recebida com desdém pelos manifestantes.

Eles entendem que tudo o que Pelé deseja é um salvo conduto para ir aos estádios.

A frase "Pelé calado é um poeta", de Romário, renasceu.

As ofensas a ele não diminuíram.

Muito pelo contrário.

Os baianos já começaram a cumprir hoje o que haviam prometido.

Fizeram manifestação em Salvador hoje e prometem intensificá-la amanhã.

E, principalmente, sábado, dia do jogo contra a Itália.

Ronaldo é obrigado a estar na Fonte Nova pela Globo.

Pelé também gostaria de acompanhar o jogo no estádio.

Ambos foram aconselhados a ir com muitos seguranças.

Assim como José Maria Marin estará.

1cbf6 1024x576 Esportes

A rejeição à figura do presidente da CBF é impressionante.

Em qualquer estádio do Brasil.

Toda a felicidade por suceder Ricardo Teixeira virou preocupação.

Marin vai aos jogos sempre acompanhado por seu fotógrafo oficial.

E é comum mesmo vaiado, xingado pela torcida, ele posar para fotos sorrindo.

Na primeira vez em que a foto é divulgada, engana.

Passa a imagem que ele está sendo saudado e comemora sorrindo.

A ordem aos manifestantes não é dar paz ao trio.

Se eles os encontrarem, o medo é que a reação passe da vaia.

Vire agressão.

Nunca Pelé, Ronaldo e Marin acreditaram que viveriam esse pesadelo.

A Copa das Confederações está sendo um tormento para os três.

E ainda é apenas um ensaio.

Tudo irá piorar muito na Copa do Mundo.

Irônicos, aqui em Salvador, manifestantes garantem que o certo foi Blatter.

O presidente da Fifa ao perceber o clima ruim no Brasil, fugiu.

Foi passar uma semana na Turquia em um torneio sub-20.

Ronaldo, Pelé e Marin não podem fazer a mesma coisa.

Por isso viraram alvos desejados no Brasil todo.

Eles estão sendo caçados pelos manifestantes.

A troca de informações sobre o trio nas redes sociais é assustadora.

O melhor é que não pisem fora de suas casas sem seguranças.

Infelizmente, essa é a realidade.

O trio colhe o que plantou.

Virou símbolo da indesejada e caríssima Copa do Mundo para os manifestantes.

O Brasil mudou e Pelé, Ronaldo e Marin não perceberam.

Por isso viraram alvos e serão caçados pelos manifestantes em Salvador.

São ameaçados abertamente nas redes sociais.

Querem que expliquem.

Como podem defender a Copa mais cara de todos os tempos?

E que deixem de tirar proveito pessoal do Mundial…
3reproducao7 Esportes

Origem : Blog do Cosme Rímoli

Autor : cosmermoli