Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Na súmula, árbitro relatou motivação das expulsões de Titi e Fahel

10

Árbitro, na súmula, explica expulsões de Titi e Fahel contra o Cruzeiro

Árbitro, na súmula, explica expulsões de Titi e Fahel contra o Cruzeiro

O árbitro sul mato-grossense Marcos Mateus Pereira, alvo de muitas críticas dos jogadores do Bahia, que não consideraram pênalti no lance que originou o gol do meia Éverton Ribeiro, justificou a expulsão dos atletas tricolores Titi e Fahel.

Segundo o árbitro, em descrição colocada na súmula da partida, o zagueiro do Bahia foi expulso por, além de reclamar da marcação do pênalti, ironizar a marcação através de aplausos.

"Expulsei, em decorrência do segundo cartão amarelo, por continuar a contestar a marcação de uma penalidade contra a sua equipe, batendo palmas de forma irônica e acintosa", escreveu.

No fim da partida, quando os jogadores do Bahia o cercaram para reclamar novamente da sua atuação durante os 90 minutos, o árbitro Marcos Mateus Pereira aplicou mais um cartão vermelho que, no momento, gerou dúvida para quem seria.

De acordo com ele, o capitão Marcelo Lomba foi chamado apenas para ser informado que o volante Fahel foi advertido com o segundo amarelo, automaticamente sendo excluído do jogo mesmo depois do apito final.

"Expulsei, em decorrência do segundo cartão amarelo, após o término da partida, por se dirigir à equipe de arbitragem, reclamando acintosamente e proferindo as seguintes palavras”: “você apitou tudo contra nós”, justificou.

Os dois jogadores terão que cumprir suspensão e não encaram o Figueirense, domingo (14), em Feira de Santana.

Árbitro explica expulsões de Titi e Fahel no jogo do Bahia contra o Cruzeiro (Foto: Reprodução)

Comentários
Carregando...