Postado por - Newton Duarte

Guilherme Santos chora e admite que jogou no sacrifício

Guilherme Santos chora e admite que jogou no sacrifício: "fiz por amor"

Atleta confessou ter entrado em campo sem se recuperar totalmente de lesão. Ele saiu machucado no segundo tempo do Ba-Vi

Guilherme Santos foi dúvida para o clássico durante toda a semana. Com uma lesão recente na coxa, o atleta treinou normalmente, garantiu ao departamento médico do clube que não estava sentindo dores e foi escolhido pelo técnico Marquinhos Santos como titular do Tricolor. O problema é que, já no segundo tempo de jogo, o atleta deu um pique em campo e voltou a sentir a coxa, precisando ser levado de maca para fora do gramado.

Chorando bastante, Guilherme sentou no banco de reservas e acompanhou o restante do jogo. Embora sentisse fortes dores na perna, a dor maior do lateral não era física. No final da partida, o atleta admitiu ter ficado bastante sentido por não poder atuar na partida que definirá o campeão baiano de 2014. "É difícil demais ficar fora logo da final", disse ao Correio24Horas.

Participe e ganhe:

Leia o regulamento e cadastre-se no #UTBnaCOPAenoCORAÇÃO e participe do maior ‘JABÁ’ que o Futebol Baiano já viu

Guilherme Santos assumiu ainda que não estava 100% fisicamente, mas optou por jogar no esforço para ajudar o Bahia na final. "Eu não estava 100%. É difícil demais ficar de fora. Quando eu vi que estava um pouquinho mehor, fui para o jogo. Fiz por amor e não me arrependo. Valeu muito a pena, eu faria tudo de novo. Sei que posso ficar alguns dias fora, mas não tinha como fazer diferente", completou.

O lateral passará por exames de imagem para diagnosticar que tipo de lesão sofreu. Para o jogo da final, o técnico Marquinhos Santos deverá escolher entre Pará, Hélder e Raul para ocupar a vaga de Guilherme. O mais provável é que o jovem da base vá a campo.


Fonte: Fernanda Varela – IBahia

Foto: Márcio Costa e Silva / Correio