Postado por - Newton Duarte

Toca Raul! Lateral deve voltar ao time titular após seis meses

Lateral Raul deve voltar ao time titular após seis meses

Raul (D) disputa bola com Railan em treinamento

No ano passado, o torcedor do Bahia se acostumou a ver o nome de Raul como titular da equipe. Em 2014, porém, isso mudou radicalmente. O lateral-esquerdo foi colocado de lado no elenco, e acabou sumindo aos poucos da memória dos tricolores.

Tudo pode mudar novamente para o sergipano a partir de sábado, quando o Esquadrão enfrenta o Corinthians, no Itaquerão. Sem o titular Pará, a serviço da seleção sub-20, e Guilherme Santos, suspenso, a tendência é que Raul volte a ser titular.

O lateral chegou ao Bahia em maio de 2013 e ganhou logo de cara a confiança do técnico Cristóvão Borges. Aos 27 anos, sem nunca ter jogado por um grande clube, Raul disputou 34 partidas da Série A, 29 como titular.

Com a vinda de Marquinhos Santos, a contratação de Guilherme Santos e a promoção de Pará, o jogador passou de titular a terceira opção. Raul fez nove partidas em 2014 (cinco como titular). A última foi em 1º de maio, contra Villa-Nova-MG, pela Copa do Brasil. Como titular, a mais recente ocorreu em 13 de fevereiro, contra a Jacuipense.

Ele confessa ter ficado magoado com o treinador. "Me tiraram do time e do banco e nunca me deram uma explicação. Mas respeitei e procurei trabalhar", disse. "Até surgiram boatos de que eu estava fora dos planos, de que seria emprestado para o Náutico, e engraçado que até hoje o Náutico não me ofereceu nada... Fiquei chateado com isso, achei falta de respeito", completa.

A esperança voltou quando Charles assumiu como interino. Os dois já trabalharam juntos no Votoraty-SP, em 2007, e Raul sabia que seria olhado com carinho. "Claro que, por ele me conhecer, tive uma motivação muito maior. A gente sempre conversou bastante, antes mesmo dele assumir. É um cara que sabe que pode confiar em mim, e eu quero ajudá-lo", disse.

Os dois ainda não falaram sobre o assunto, mas Raul sabe que deve voltar ao time. Seus colegas já lhe desejaram sorte: "temos um grupo unido e os líderes, como Titi e Lomba, já vieram me desejar que aproveite a chance. Estava muito triste de não jogar e não ficar junto deles nas viagens", disse.

Seu objetivo é reviver a boa fase de 2013. "Acho que tive um bom ano. Claro que tive maus momentos também, mas serviu de aprendizado", disse. "Minha estreia pelo Bahia foi contra o Corinthians. Que agora, contra eles também, comece uma nova era para mim", desejou.


Fonte: Vitor Villar - A Tarde

Foto: Raul Spinassé | Ag. A Tarde