Postado por - Newton Duarte

Treino movimentado nesta sexta (07)

Com bate-papo, castigo e batismo, Bahia faz coletivo no Fazendão


Treino desta sexta-feira tem conversa com diretor de futebol, flexões em coletivo e 'corredor polonês' para o recém-chegado Lincoln


A sexta-feira foi um dia atípico no Fazendão. Às vésperas do jogo contra o Jacuipense, neste domingo, no estádio de Pituaçu, o elenco tricolor passou por experiências inusitadas nesta tarde, desde um bate-papo com o gerente de futebol, o batismo do novo contratado e um coletivo regado a flexões.

Bate-papo

Antes do início das atividades no Fazendão, o elenco tricolor participou de um longo bate-papo com Cícero Souza, novo gerente de futebol do clube. Contratado inicialmente para ser supervisor de futebol, ele assume o futebol até a contratação de um novo diretor, após a saída de William, que deixou o clube alegando problemas familiares. Depois de ouvir as palavras do novo dirigente, os jogadores conversaram com o técnico Marquinhos Santos.

Boas-vindas

Após o papo com Cícero Souza e Marquinhos Santos, era chegada a hora de o elenco do Bahia mostrar toda a sua receptividade com o novo contratado. Os jogadores se agruparam em duas fileiras e preparam o popular 'corredor polonês' para Lincoln. O meia, então, passou no meio das duas filas debaixo de tapas e pontapés.

Só que o corredor não ficou restrito a Lincoln. O lateral Pará, que foi promovido da base para o profissional recentemente, ainda não havia sido 'batizado' pelo elenco, e teve que passar pelo mesmo ritual.

Coletivo e castigo

Depois do bate-papo, do ritual de batismo e de um rápido aquecimento, os jogadores iniciaram o trabalho com bola. A atividade escolhida foi um coletivo, só que de uma maneira diferente. Além das duas traves colocadas em um espaço reduzido, outras quatro traves em tamanho reduzido foram dispostas em cada canto do campo. Era possível marcar gols nas seis traves.

Os dois primeiros gols do coletivo foram marcados nas traves em miniatura. Só que quando Marcão balançou as redes do goleiro Douglas Pires, uma novidade: todos os jogadores da equipe que levou o gol foram ao chão e pagaram algumas flexões. Ainda sobrou tempo para Branquinho anotar mais um gol.

Logo após o gol de Branquinho, pausa para refrescar. Na volta, as quatro traves em miniatura foram retiradas, e o técnico Marquinhos Santos continuou a comandar o coletivo. O time titular é basicamente o mesmo que derrotou o Galícia, com exceção de Branquinho que entrar no lugar de Rhayner, suspenso pelo terceiro cartão amarelo – além de Madson que assume o lugar de Galhardo, vetado pelo departamento médico. O Bahia treinou com Marcelo Lomba; Madson, Titi, Lucas Fonseca e Guilherme Santos; Fahel, Rafael Miranda e Anderson Talisca; Branquinho, Rafinha e Marcão. Ao final do coletivo, os jogadores ainda passarm por um longo trabalho de finalizações.

O Bahia terá duas baixas para a partida contra o Jacuipense. Maxi Biancucchi, que não entrou em campo na última quarta reclamando de dores na coxa, será poupado. Já Galhardo deixou o campo reclamando de dores no pé e está vetado. Os dois jogadores realizaram exames, mas nenhuma lesão foi constatada


SAIBA MAIS

Tabela completa da Champions League

Tabela completa União Tricolor Bahia da Copa do Nordeste 2014

Tabela completa União Tricolor Bahia do Campeonato Baiano 2014

Troféu UTB: Dê sua própria nota aos jogadores

Confira

Torcedor: Seja Sócio do Esquadrão de Aço

O Bahia agoniza! Socorram...

Tillemon insinua 'acordão antilista' em rede social


Fonte: Rafael Santana – GE.COM

Foto: ECB