Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Nesta quinta, procurador apresenta denúncia pelo Ba-Vi; imagens serão utilizadas

Julgamento deverá ser marcado para a próxima semana

Vinícius disputa bola em Ba-Vi no Barradão (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
279

Nesta quinta-feira (22), o procurador Hermes Hilarião Teixeira Neto deverá apresentar a denúncia contra os envolvidos nas confusões do último Ba-Vi, realizado no domingo (18). A informação foi divulgada nesta manhã pelo repórter Sérgio Pinheiro, da TV Bahia. A peça da acusação irá utilizar, além da súmula, as imagens da transmissão da partida. Não se sabe se o processo irá utilizar a leitura labial da conversa entre o treinador Vagner Mancini com o jogador Ramon, do Vitória. O julgamento deverá ser marcado para a próxima semana.

O procurador deverá apresentar a denúncia contra os jogadores expulsos no Ba-Vi. Segundo a súmula da partida, Edson, Rodrigo Becão, Lucas Fonseca, Kanu, Denílson e Rhayner foram expulsos por “conduta violenta”. Vinícius levou o vermelho por “comemorar o gol da sua equipe em frente à torcida adversária fazendo gestos obscenos provocando a mesma”. Depois da confusão, ainda foram expulsos Uillian Correia e Bruno Bispo, pelo segundo cartão amarelo.

O meia Yago, do Vitória, também poderá ser alvo do procurador por ter sido flagrado pelas câmeras dando um soco em Vinícius enquanto ele era seguro pelo goleiro Fernando Miguel. O comportamento do zagueiro Bruno Bispo e do técnico Vagner Mancini também poderá ser avaliado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJD-BA). De acordo com a análise de um especialista em leitura labial, a pedido da TV Bahia, o treinador autorizou que o Bruno Bispo forçasse a expulsão para encerrar a partida.

O julgamento do TJD-BA também poderá conter a avaliação de um objeto que a torcida do Vitória atirou após o gol de Denílson, além da invasão de campo de um torcedor, após o final da partida.

Nesta quarta-feira (21), o Vitória entrou com um mandado de segurança no TJD-BA tentando manter o resultado de 1 a 1 no Ba-Vi. Após a divulgação da súmula da partida, nesta segunda (19), a FBF declarou o Bahia vencedor do clássico pelo placar de 3 a 0.

Manoel Machado, advogado que representa o Vitória, pede que o o resultado de empate seja mantido até o julgamento:

O que nós estamos sustentando é que o presidente da FBF não poderia decretar perda de pontos ao Vitória nem atribuir o score antes do julgamento. Basicamente, o que pedimos é que o placar de 1 a 1 seja mantido até o julgamento. Isso vai para o presidente do TJD [Hélio Menezes], que vai dar uma decisão, deferindo ou não a liminar. Se deferir, fica suspenso o resultado até o julgamento do ato de garantia. Se não deferir, tem que nomear relator, incluir na pauta. Se deferir, só entra na pauta se houver recurso da FBF

Comentários
Carregando...