Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Sem patrocínio master, Bahia cresce em número de sócios

3

Sem patrocínio master, Bahia cresce em número de sócios e visibilidade mundial

Sem patrocínio master, Bahia cresce em número de sócios e visibilidade mundial

No futebol, com o clube na 19ª posição e a pior campanha da história dos pontos corridos em um primeiro turno, conquistando apenas 17 pontos como na temporada de 2012, é evidente que o primeiro ano de gestão do presidente Fernando Schmidt não caminha tão próximo da palavra sucesso. Já fora de campo, o desempenho é bem diferente.

O crescimento surpreendente da quantidade de sócios, por exemplo, é um grande mérito da atual diretoria. Antes, com 600 associados, o Bahia passou a ter mais de 20 mil torcedores cadastrados ao programa, ainda que atualmente somente um pouco mais de 50% esteja com os pagamentos regularizados e o clube não tenha cumprido com promessas, por exemplo, de criar novas categorias. Além da aproximação entre clube e torcedor, o 'Sócio do Bahia' contribui financeiramente com a agremiação.

O clube, quanto a sua marca, multiplicou consideravelmente a quantidade de produtos licenciados. Antecipou o fim do contrato com a Nike e Netshoes em um ano, elevou significativamente o número de seguidores nas redes sociais (Twitter e Facebok), estreitou a relação com o torcedor (embaixadas pelo Brasil) e foi uma das agremiações mais citadas durante o período da Copa do Mundo, com aumento de 30% da venda de seus materiais oficiais.

Além disso, espontâneas ou não, ações relacionadas ao padrão do Esporte Clube Bahia tornaram o clube alvo de inúmeras reportagens e matérias especiais da imprensa mundial, principalmente envolvendo figuras próximas ao futebol alemão (jogadores e ex-treinador).

O Bahia, ainda assim, não conseguiu concretizar a negociação para ter um novo patrocínio master. Com o fim do contrato de parceria com OAS Empreedimentos, em abril, o espaço frontal da camisa segue vazio, utilizado algumas vezes pela direção de negócios do clube para realizar ações promocionais.

Quando se trata de patrocínios, a gestão comandada por Fernando Schmidt concretizou apenas a parceria com a Canaã Alimentos que, além de pagar uma quantia não revelada pelo clube, é responsável por reformar a cozinha do elenco profissional no Fazendão, e ao mesmo tempo comprar novos materiais (fogão, geladeira e etc).

O clube, também de maneira sigilosa, confirmou a renovação contratual com a operadora Tim por dois anos, colocando a logomarca da empresa na numeração dos jogadores por mais duas temporadas.

Comentários
Carregando...