Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Thiago Ribeiro pede calma e apoio da torcida: “Acredito que esse é o espírito”

Thiago Ribeiro

Thiago Ribeiro entende vaias à equipe no intervalo da partida contra o Flu de Feira, mas pede que torcedores tenham mais paciência nos próximos jogos: “Pode atrapalhar”

Em algumas partidas nesta temporada, o Bahia tem dividido os gritos de incentivo da torcida com vaias. Às vezes, isso acontece em momentos variados de um mesmo jogo, em outras oportunidades, principalmente no intervalo. Foi assim na último quarta-feira, no confronto diante do Fluminense de Feira, pela semifinal do Campeonato Baiano. Ao fim do primeiro tempo, parte dos torcedores que estavam na Arena Fonte Nova vaiaram os jogadores na saída do gramado.

O atacante Thiago Ribeiro reconheceu o desempenho ruim no primeiro tempo e viu como normais as vaias.

– Isso é normal no futebol. A gente tem que ter uma certa tranquilidade, sabe o que o torcedor é passional, vai para campo para ver o time jogar bem, fazer gols. Na cabeça dele, ele quer ver o time ganhar de goleada sempre. É a vontade de todos. Ele não vai apenas por um gol. Ele não vai para ver o time ganhar de 1 a 0, com aquele gol sofrido. Quer ver o time ganhando e ganhando bem. Mas nem sempre é possível. Do mesmo jeito que a gente quer fazer o nosso melhor, o adversário também pensa a mesma coisa. Muitas vezes não é possível. Acredito que o torcedor tem razão de cobrar em alguns momentos porque, principalmente nesse jogo, o primeiro tempo nosso não foi bom. E o torcedor reclamou com razão. Já no segundo tempo o time melhorou rendimento e consequentemente o torcedor aplaudiu, incentivou e isso é muito bom – afirma Thiago Ribeiro.

Contudo, embora entenda a atitude dos torcedores, Thiago Ribeiro também pediu mais calma a eles. Para o atacante, às vezes, as vaias podem criar um efeito inverso e atrapalhar ainda mais o desempenho dos jogadores.

– Eu gostaria de dizer para a nossa torcida que a gente precisa mais deles que nunca, nessa final. Contar com o apoio incondicional deles porque a gente conquistando esse título, com certeza, eles vão comemorar muito. E eles merecem isso. Só pedir um pouco mais de calma para o torcedor. Entender que dentro de um jogo a equipe vai sofrer, vai passar por momentos difíceis, e isso não é só aqui no Bahia. Todo clube, todo time não passa só por momentos bons dentro de campo. Dentro de um mesmo jogo você pode alternar momentos bons, momentos ruins ou, às vezes, pode pegar uma sequência muito boa, ou uma sequência ruim. Isso é normal. Então, o que a gente pede para o torcedor é que nos momentos de dificuldade, como foi no jogo contra o Santa Cruz, que a gente acabou eliminado, mas o torcedor aplaudiu e incentivou até o final…Por detalhe, a gente não conseguiu chegar à final. Acredito que esse é o espírito e, sem dúvida nenhuma, se nos 90 minutos a gente tiver o apoio do torcedor, mesmo o time jogando às vezes mal, continuar apoiando isso vai ser muito importante. Deixa para vaiar, se tiver que vaiar, depois do jogo. Porque dentro do jogo, às vezes, pode atrapalhar o time.

Thiago Ribeiro volta a entrar em campo com o Bahia no dia 1º de maio, quando a equipe irá disputa o primeiro jogo das finais do Campeonato Baiano diante do Vitória. Dono de melhor campanha na primeira fase, o Tricolor joga por dois resultados iguais para ficar com título.

Leia também:
Artilheiro do Bahia no sub-20, Rodrigo Rodrigues espera time focado no BaVi
Reapresentação do Bahia tem titulares na academia e reservas no campo
Depois de primeiro gol, Thiago Ribeiro lamenta imediatismo no futebol
Nei Pandolfo aprova adiamento de partida e confirma busca por reforços
Danilo Pires reconhece má atuação do time do Bahia: “Podemos muito mais”
Cássio, Marcelo Lomba e goleiro do Flu de Feira brigam pela defesa mais bonita

Fonte: Ge.com

Comentários
Carregando...