Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Torcedor do Cerro imita macaco na direção da torcida do Bahia em Pituaçu; confira vídeo

Outro torcedor da equipe uruguaia foi detido após jogar sinalizador no gramado antes da partida

Torcedor do Cerro imita macaco em direção à torcida do Bahia (Foto: Reprodução)
87

Na última quarta-feira (25), torcedores do Cerro, do Uruguai, cometeram atos de injúria racial na partida contra o Bahia, no estádio de Pituaçu, pela Copa Sul-Americana. Um vídeo, feito por um torcedor tricolor e divulgado nas redes sociais, mostra um homem com a camisa da equipe uruguaia imitando um macaco.

A ação deste torcedor do Cerro causou revolta na torcida do Bahia. Alguns torcedores gritaram acusando-o de racismo ainda dentro do estádio. Para que não houvesse tumulto, policiais militares aumentaram o cordão de isolamento entre as torcidas.

O torcedor tricolor Igor Dias falou, ao site Globo Esporte, que os insultos começaram logo após a chegada ao estádio:

Logo quando a gente entrou no estádio, com policiamento ainda fraco do lado de dentro, eles já começaram a soltar piadinhas. Um deles subiu no alambrado, começou a dar dedo e, quando um dos nossos torcedores se aproximou, eles cuspiram. Na hora do Hino Nacional e do Hino Dois de Julho, eles jogaram sinalizadores no gramado e aí a torcida do Bahia se revoltou. Foi aí que eles começaram a imitar o macaco… Aí a galera inflamou de verdade. No final do jogo, a torcida do Bahia se aproximou novamente do alambrado para fazer pressão e eles voltaram a imitar o macaco

Antes do início da partida, uma confusão envolveu a Polícia Militar da Bahia. Um torcedor do Cerro acendeu um sinalizador na arquibancada e, ao perceber a aproximação de policiais, jogou no gramado. Após confronto, o torcedor foi detido e encaminhado à delegacia montada no estádio.

De acordo com o artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal brasileiro, injúria racial se refere à ofensa à dignidade ou decoro utilizando palavra depreciativa referente à raça e cor com a intenção de ofender a honra da vítima.

Já o crime de racismo, previsto na Lei n. 7.716/1989, é aplicado quando a ofensa discriminatória é contra um grupo ou coletividade. Por exemplo, impedir que negros tenham acesso a estabelecimento comercial, privado etc.

Torcedores de outras equipes brasileiras, como Vasco, Corinthians e Cruzeiro já haviam sido alvo de injúria racial durante a Copa Libertadores desta temporada.

Comentários
Carregando...