Uma goleada: Público 0 x 30.000 Prejuízo

Público Zero: boletim da CBF revela prejuízo de R$ 30 mil em Bahia x Coxa

Torcida tem se ausentado dos jogos do Tricolor em forma de protesto contra o presidente Marcelo Guimarães Filho

Jogar em casa não tem sido agradável para o Bahia. Após o vexame do time no Campeonato Baiano, o clube afundou ainda mais na crise e a torcida, em forma de protesto, deu início a campanha "Público Zero". A ausência de tricolores no estádio pressiona o presidente Marcelo Guimarães Filho, alvo de críticas da torcida, com prejuízos que são sentidos nos cofres do clube. Com um público de menos de cinco mil (foram só 394 pagantes – veja detalhes abaixo) no empate sem gols com o Coritiba, no dia 29 de maio, o Tricolor amargou um déficit de quase R$ 30 mil.

Boletim financeiro divulgado pela CBF revela que as despesas superaram a renda do clube na partida válida pela 2ª rodada do Brasileirão, quando o Bahia vinha de derrota para o Criciúma, em Santa Catarina. Foram R$ 40.629,00 de renda diante de um total de despesas que somam R$ 70.417,01. O valor exato, e negativo, da conta tricolor é de R$ 29.788,01.

O torcedor do Bahia havia aderido a campanha "Público Zero" na Copa do Brasil, quando o clube chegou a distribuir ingressos para o jogo que terminou na eliminação do torneio diante do Luverdense-MT. Nesta quarta-feira (5), o Tricolor encara o Botafogo e tem o mando de campo a seu favor, mas como Arena Fonte Nova e Pituaçu foram entregues à Fifa para realização de jogos e treinos da Copa das Confederações, o duelo vai acontecer em Aracaju, no Batistão.

Veja o boletim completo da CBF

Da Redação do Correio Bahia

Matéria original e imagem: iBahia